Publicidade

Erupção derruba sinal de rádio no Brasil e promete tempestade solar

Por| 30 de Maio de 2024 às 19h00

Link copiado!

NASA/SDO/AIA
NASA/SDO/AIA

A mancha solar AR3664 é, sem dúvidas, a mais famosa da última década, principalmente por ter sido responsável pela maior tempestade solar desde 2003. Após completar uma rotação do Sol, o fenômeno provocou mais explosões solares e apagões de rádio no Brasil.

Na segunda-feira (27), a mancha AR3664, agora renomeada para AR3697, produziu uma erupção classificada como X2.8 que pode ter sido mais poderosa do que as estimativas. Após um breve período de calmaria, voltou a emitir uma explosão classe X1.4 (eventos da categoria X são os mais fortes da classificação oficial).

Essa erupção pode não ter sido tão intensa quanto a anterior, mas durou tempo o suficiente para arrancar uma nuvem de plasma da coroa, a camada superior da atmosfera solar. Em outras palavras, uma ejeção de massa coronal (CME) foi enviada ao espaço e pode atingir nosso planeta.

Continua após a publicidade

Nova tempestade solar

De acordo com as previsões da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA), que monitora o clima espacial, essa CME pode chegar à Terra e causar uma tempestade geomagnética nesta sexta-feira (31). Se a previsão estiver correta, a tempestade deve ser de intensidade moderada.

Por fim, a explosão X1.4 provocou um pulso de radiação ultravioleta extrema que bloqueou sinais de rádio de ondas curtas nas Américas, incluindo o Brasil. Os operadores podem ter perdido sinal em todas as frequências abaixo de 30 MHz durante 60 a 90 minutos após o início da explosão.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Fonte: spaceweather.com