Eis a íntegra do discurso secreto dos EUA caso a Apollo 11 acabasse em tragédia

Eis a íntegra do discurso secreto dos EUA caso a Apollo 11 acabasse em tragédia

Por Patrícia Gnipper | 18 de Julho de 2019 às 14h29
NASA

Em 1969, quando os Estados Unidos e a NASA estavam nos preparativos finais para lançar a Apollo 11, missão cinquentenária que marcou o primeiro pouso da humanidade na Lua, a Casa Branca preparou dois discursos que já estariam "na gaveta" para serem lidos ao vivo a todo o mundo após a missão: um enaltecendo e comemorando a vitória, e outro lamentando uma tragédia.

O segundo discurso trágico foi elaborado apenas por precaução; afinal, se os astronautas por alguma razão não sobrevivessem na superfície lunar, o país teria prontamente as palavras certas no papel para providenciar uma coletiva o quanto antes.

O então presidente Richard Nixon foi quem elaborou o discurso, contando com seu escritor William Safire, sob o título de "Em caso de um desastre lunar" (In Event of Moon Disaster, no original em inglês) O texto se dirige pessoalmente às futuras viúvas de Neil Armstrong e Buzz Aldrin, bem como à nação estadunidense em geral. De acordo com Safire, se os astronautas não conseguissem sair da Lua e retornar à Terra, eles seriam condenados a uma morte por inanição, e sua única opção para evitar tanto sofrimento seria o suicídio, com Michael Collins, piloto do módulo de comando, retornando ao planeta sozinho e amargurado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Viagens espaciais são sempre perigosas, mesmo nos dias de hoje, após tantas experiências desde as missões Apollo anteriores à 11, quando astronautas saíram do planeta para orbitar tanto a Terra, quanto a Lua. Contudo, a Apollo 11 foi a primeira vez em que humanos não somente pousaram em outro mundo, como também fizeram o caminho de volta — ou seja, muita coisa poderia dar errado caso o módulo lunar tivesse algum problema na hora de levantar voo. Nenhum resgate emergencial estava de prontidão.

O discurso de Safire e Nixon nunca chegou a ser lido oficialmente. Quando a missão retornou vitoriosa, o registro foi guardado no arquivo oficial do governo dos EUA, e lá ficou desde então. Contudo, você pode ver o arquivo original digitalizado aqui; e abaixo, traduzimos o texto na íntegra:

EM CASO DE DESASTRE NA LUA

O destino ordenou que os homens que foram à Lua para explorar em paz, fiquem na Lua para descansar em paz.

Esses bravos homens, Neil Armstrong e Edwin Aldrin, sabem que não há esperança para sua recuperação. Mas eles também sabem que há esperança para a humanidade pelo seu sacrifício.

Esses dois homens estão dedicando suas vidas ao objetivo mais nobre da humanidade: a busca pela verdade e pelo entendimento.

Eles serão lamentados por suas famílias e amigos; eles serão lamentados pela sua nação; eles serão lamentados pelas pessoas do mundo; eles serão lamentados por uma Mãe Terra que ousou enviar dois de seus filhos para o desconhecido.

Em sua exploração, eles incitaram as pessoas do mundo a se sentirem como uma só; em seu sacrifício, eles unem mais firmemente a irmandade dos homens.

Antigamente, os homens olhavam para as estrelas e viam seus heróis nas constelações. Nos tempos modernos, fazemos o mesmo, mas nossos heróis são homens épicos, de carne e osso.

Outros seguirão e certamente encontrarão o caminho de casa. A pesquisa do homem não será em vão. Mas esses homens foram os primeiros e eles permanecerão os principais em nossos corações.

Todo ser humano que olha para a Lua nas noites que estão por vir saberá que, em algum canto de outro mundo, existirá para sempre a humanidade.

Fonte: Discover Magazine

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.