Crew-1: missão tripulada operacional da SpaceX com a NASA é adiada para outubro

Por Danielle Cassita | 14 de Agosto de 2020 às 18h40
Nasa/Divugação
Tudo sobre

NASA

Saiba tudo sobre NASA

Ver mais

No final de julho, a Crew-1, a primeira missão tripulada verdadeiramente operacional da SpaceX com a NASA, que aconteceria em 30 de agosto, foi adiada para o final de setembro. Já nesta sexta-feira (14), um novo comunicado da NASA informa mais um adiamento: agora, a missão não deverá ocorrer antes do dia 23 de outubro.

A decisão foi tomada para auxiliar a acomodação do tráfego de espaçonaves para a rotação da tripulação da nave Soyuz, que ainda faz o transporte de astronautas de e para a Estação Espacial Internacional (ISS). O lançamento da Crew-1 na nova data ocorrerá pouco tempo após a chegada de Kate Rubins, astronauta da NASA, e dos cosmonautas Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov, da Roscosmos, a bordo da Soyuz MS-17.

Tripulação da Crew-1 dentro da Crew Dragon (Imagem: SpaceX)

A Crew-1 continua algumas pendências de análise de dados e certificações que não foram finalizadas desde o teste de voo da Demo-2, que levou os astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley à ISS em maio, e os trouxe de volta em segurança em agosto. Essa certificação da NASA, relacionada ao transporte da tripulação por parte da SpaceX, é importante para a agência espacial, pois irá permitir o envio de astronautas regularmente à estação orbital sem depender da Rússia para ter acesso às instalações.

A Crew-1 terá a bordo o comandante Michael Hopkins, o piloto Victor Glover e o especialista em missões Shannon Walker, todos astronautas da NASA. Soichi Noguchi, especialista em missões da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA), também estará a bordo para uma missão de seis meses de duração por lá.

Fonte: NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.