Cientistas registram primeira imagem do "nascimento" de um planeta

Por Eduardo Hayashi | 02 de Julho de 2018 às 15h30

As equipes de cientistas do Instituto de Astronomia Max Planck e do European Southern Observatory registraram pela primeira vez na história uma imagem de um planeta durante o momento de seu "nascimento".

Trata-se do corpo celeste PDS 70b, localizando na constelação PDS 70, que consiste em um planeta gigante composto em sua maior parte de elementos gasosos e de dimensão superior a Júpiter (o maior planeta do nosso sistema solar), localizado a cerca de 370 anos-luz da Terra.

O primeiro registro em imagem do nascimento de um planeta (Imagem: European Southern Observatory)

Na imagem divulgada é possível notar o momento em que o planeta atravessa o gás e a poeira que está ao redor da estrela jovem PDS 70, que pode ser visto na imagem como um círculo preto. O registro só foi possível mediante à utilização do filtro SPHERE em um telescópio VLT, que foi capaz de bloquear a luminosidade intensa da estrela e possibilitou o registro do fenômeno. Por meio da análise do espectro na imagem do planeta, os astrônomos também conseguiram concluir que o PDS 70b possui uma atmosfera nublada.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

“Os discos em torno de jovens estrelas são os locais de nascimento de planetas, mas até agora só algumas observações detectaram pistas de planetas-bebês neles”, explicou Miriam Kepler, líder da equipe de cientistas responsáveis pela descoberta.

Embora o processo de formação de novos planetas já seja um assunto amplamente discutido e estudado no ramo da astronomia, esta é a primeira imagem que mostra um planeta em seu estágio inicial de formação.

Além disso, conforme observou André Müller, chefe de uma equipe de pesquisadores que também estuda o planeta PDS 70b, “os resultados de Kepler nos dão uma nova janela para as complexas e mal compreendidas fases iniciais da evolução planetária”.

Fonte: ScienceAlert

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.