Publicidade

Chuva de meteoros Eta Aquáridas tem pico na madrugada de sexta-feira (5)

Por| Editado por Patricia Gnipper | 04 de Maio de 2023 às 19h26

Link copiado!

NASA/JPL
NASA/JPL

Entre as noites de quinta (5) e sexta-feira (6), a chuva de meteoros Eta Aquáridas chegará ao seu pico. Ela costuma ficar ativa entre 19 de abril e 28 de maio de cada ano, mas a maior quantidade de meteoros ocorre geralmente durante uma única noite ou duas. E o melhor é que ela favorece o hemisfério Sul.

O que é a Eta Aquáridas

Continua após a publicidade

Assim como outros cometas, quando o famoso Halley se aproxima do Sol para completar sua jornada cíclica de 76 anos pelo Sistema Solar, ele deixa um rastro de poeira para trás. Acontece que a Terra passa por essas trilhas de “sujeira” duas vezes por ano, cada uma delas resultando em uma chuva de meteoros.

Uma dessas chuvas é a Eta Aquáridas, que recebe esse nome porque seu radiante é sempre a constelação de Aquário, mais precisamente da estrela Eta Aquarii. Ou seja, quando você observar um desses meteoros, independente de qual parte do céu ele estiver, vai parecer que ele veio dessa estrela.

Os meteoros da Eta Aquáridas atravessam nossa atmosfera em alta velocidade — cerca de 66 km/s — e deixam rastros brilhantes com permanência prolongada no céu. Isso as torna uma chuva particularmente interessante de se observar.

Ah, sempre bom lembrar que não há nenhum risco para nós, na superfície terrestre, pois esses meteoros são tão pequenos que se fragmentam na própria atmosfera. Inclusive os rastros que vemos não são os detritos em sim, mas o brilho da “queima” deles durante a queda.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Como observar a Eta Aquáridas

Embora você possa encontrar alguns meteoros durante toda a noite, a melhor parte começa por volta das 02h45, porque é quando a estrela Eta Aquarii aparece alto o suficiente acima do horizonte para uma boa visualização.

Se puder esperar pelo melhor horário, agende sua observação para as 04h40, que é quando o radiante estará com ótima visibilidade (se o céu estiver livre de nuvens e neblina, claro) e a Lua Cheia estará quase se pondo do outro lado do céu. Pois é, nosso satélite natural vai atrapalhar na maior parte da noite por causa do brilho da fase cheia.

Continua após a publicidade

Por fim, se possível, esteja em um local de menor poluição luminosa, ou seja, longe dos centros urbanos. Não é necessário nenhum instrumento para observar os meteoros, mas é preciso um pouco de paciência, pois eles não aparecem o tempo todo. Aliás, as chuvas são bastante imprevisíveis — inclusive podem não ser visíveis na sua região.

De qualquer forma, sempre vale a pena aproveitar a oportunidade quando possível, pois observar uma chuva de meteoros pode ser uma experiência única. Ah, não é preciso saber onde fica a constelação de Aquário; aliás, você pode encontrar os "riscos" no céu em qualquer parte. Mas sempre vale a pena olhar para o lado do radiante, que nesse caso é o Leste (onde o Sol nasce).