Blue Origin e outras empresas se unem para ajudar NASA a levar humanos à Lua

Por Daniele Cavalcante | 23 de Outubro de 2019 às 13h30
Blue Origin

A Blue Origin anunciou que unirá forças com outras três grandes empresas aeroespaciais no objetivo de desenvolver um módulo de pouso lunar para a NASA. Jeff Bezos, fundador da empresa, anunciou na terça (22) que vai trabalhar com a Lockheed Martin, Northrop Grumman e Draper na construção de uma espaçonave, ainda sem nome, capaz de levar humanos à Lua.

Durante a apresentação no 70º Congresso Astronáutico Internacional, Bezos disse estar "animado" ao anunciar que as empresas criaram uma "equipe nacional para voltar à Lua". Referindo-se aos colegas com os quais trabalhará, disse que "não podíamos pedir melhores parceiros". A Blue Origin desempenhará o papel de empresa principal e fornecerá o estágio de pouso desenvolvido para seu módulo lunar, o Blue Moon.

Conceito do Blue Moon (Imagem: Blue Origin)

Por sua vez, a Lockheed Martin construirá o estágio de lançamento tripulado, aproveitando e aprimorando os sistemas que desenvolveu para a espaçonave Orion. Já a Northrop Grumman construirá um estágio de transferência para mover o módulo de aterrissagem para a órbita lunar baixa, usando a tecnologia de sua nave espacial Cygnus. Por fim, a Draper fornecerá sistemas de orientação para o desembarque.

De acordo com executivos das quatro empresas, o objetivo da NASA de enviar humanos à Lua até 2024, prazo estabelecido pela administração de Donald Trump, fez com que essas companhias se unissem para ajudar seu país a cumprir a meta em vez de focar em seus próprios projetos de pouso na Lua. "Uma prioridade nacional requer uma equipe nacional", disse Brent Sherwood, vice-presidente de programas de desenvolvimento avançado da Blue Origin. Considerando o trabalho necessário e a urgência, "a coisa mais sensata era se reunir para tentar entregar isso para a NASA", completou. E Lisa Callahan, vice-presidente da Lockheed Martin, lembrou que as empresas estão usando sistemas em desenvolvimento que receberam investimento do governo. "Parecia o melhor uso do dinheiro do público americano", disse.

Fonte: SpaceNews

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.