Astronautas chineses retornam à Terra após seis meses no espaço

Astronautas chineses retornam à Terra após seis meses no espaço

Por Wyllian Torres | Editado por Rafael Rigues | 18 de Abril de 2022 às 11h10
Peng Yuan/Xinhua

Os três astronautas chineses da missão Shenzhou-13 retornaram à Terra neste último sábado (16) após passarem seis meses a bordo do módulo central Tianhe, o primeiro da estação espacial chinesa Tiangong. Os taikonautas pousaram no deserto da Mongólia Interior, no norte da China, por volta das 9h56 (horário local).

Wang Yaping, Ye Guangfu e Zhai Zhigang passaram um total de 183 dias a bordo do módulo central da estação espacial chinesa. A missão, além de ser a mais longa do país, alcançou outras marcas históricas.

Da esquerda para direita, os taikonautas: Ye Guangfu, Zhai Zhigang e Wang Yaping (Imagem: Reprodução/VCG)

A taikonauta Yaping se tornou a primeira chinesa a viajar para a estação espacial do país e a primeira mulher da China a realizar uma caminhada especial. Ao todo, durante a missão foram realizadas duas caminhadas espaciais, diversos testes e a transmissão de duas palestras ao vivo para estudantes na Terra.

A Shenzhou-13 foi apenas uma das 11 missões planejadas pela China para concluir a montagem da estação espacial Tiangong, cujo módulo central, o Tianhe, foi colocado em órbita em abril de 2021. Em junho do mesmo ano, o país lançou os primeiros taikonautas à estação orbital, na missão Shenzhou-12.

Próximas missões

A China pretende concluir a montagem de sua estação espacial até o final deste ano. Para isso, ela enviará mais algumas missões tripuladas e mais dois módulos que serão anexados ao Tianhe.

A missão Shenzhou-14, está prevista para ser lançada em junho. Ela enviará três taikonautas para uma estadia de seis meses a bordo do módulo central. O principal objetivo da tripulação será o de adicionar os módulos Wentian e Mengtian ao módulo Tianhe. A previsão é de que o Wentian seja lançado em julho e o Mengtian, em outubro.

Os tripulantes da missão Shenzhou-13 pousaram no norte da China na manhã do dia 16 de abril (Imagem: Reprodução/Cai Yang/Xinhua)

O diretor do Escritório de Engenharia Espacial da China, Hao Chun, disse que próximo ao fim da missão Shenzhou-14 mais três taikonautas serão enviados à estação chinesa, na missão Shenzhou-15. Segundo Chun, as equipes ficarão juntas por três ou cinco dias, a primeira vez que a estação comportará seis pessoas a bordo.

A China é o terceiro país a lançar seus astronautas ao espaço de forma independente, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da antiga União Soviética. Vale lembrar que a Tiangong é a terceira estação espacial já lançada ao espaço pelo país.

Fonte: Via The Verge, Phys.org

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.