Anomalia em motor faz com que 14º voo do Ingenuity em Marte seja adiado

Anomalia em motor faz com que 14º voo do Ingenuity em Marte seja adiado

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 29 de Setembro de 2021 às 10h48
NASA

O próximo voo do helicóptero Ingenuity, da NASA, vai demorar um pouco mais que o previsto para acontecer. A ideia era que o 14º voo da aeronave acontecesse no dia 18 de setembro para colocar em prática as habilidades do helicóptero de voar em uma velocidade um pouco acima que aquela que ele vinha seguindo até então. Entretanto, durante um teste de rotação das lâminas em maior velocidade, uma anomalia aconteceu e impediu a realização do voo, que acabou sendo adiado.

Desta vez, o Ingenuity iria voar com suas lâminas girando um pouco mais rapidamente do que antes — em vez de 2.537 revoluções por minuto (RPM), a equipe o ajustou para voar com 2700 RPM em função da atmosfera de Marte, que está ficando mais fina devido às mudanças das estações. Um teste breve foi realizado no dia 15, e as lâminas giraram a 2.800 RPM com o helicóptero em solo, o que pareceu mostrar que tudo estava pronto para o breve voo planejado para o dia 18.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Entretanto, o grande dia chegou e o Ingenuity "decidiu" não sair do solo. Jaako Karras, chefe adjunto de operações do Ingenuity, explica que um problema surgiu, e que o helicóptero funcionou conforme o esperado. “O Ingenuity detectou uma anomalia em dois dos seus servo motores durante as checagens antes do voo e fez exatamente o que deveria fazer: cancelou o voo”, disse. O Ingenuity tem seis motores que operam para cada um dos dois rotores, os quais ajustam a rotação deles para o helicóptero controlar sua orientação e posição.

Segundo ele, os servo motores são bem menores que aqueles que giram os rotores, mas realizam uma grande quantidade de trabalho e são essenciais para a realização de voos estáveis e controlados. Os dados obtidos no dia 18 de setembro mostraram que dois dos motores oscilaram rapidamente, e a equipe segue investigando o motivo por trás disso. Uma possibilidade é o desgaste das engrenagens e ligações dos motores; afinal, o Ingenuity é uma demonstração de tecnologia que foi projetada para voar apenas cinco vezes.

Outros testes foram feitos nos dias 21 e 23, e a equipe está confiante que o Ingenuity poderá voar novamente em breve. Contudo, eles terão que trabalhar na análise em poucas semanas, já que Marte está se aproximando da conjunção solar. Como este será um período em que o planeta estará "atrás" do Sol em relação à Terra, a comunicação com o Ingenuity pode sofrer interferências e, por isso, ficar sem novos comandos até o fim da conjunção.

Assim, o helicóptero e o rover Perseverance farão companhia um ao outro, se comunicando uma vez por semana e enviando informações básicas da situação do sistema. “Nos vemos do outro lado da conjunção!”, finalizou Karras.

Fonte: Space.com, NASA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.