Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Vida pode ter surgido apenas 300 milhões de anos após a formação da Terra

Por| Editado por Rafael Rigues | 14 de Abril de 2022 às 12h30

Link copiado!

UCL / FILMBRIGHT
UCL / FILMBRIGHT

Seres microbianos diversos parecem ter existido na Terra há pelo menos 3,75 bilhões de anos. A conclusão vem de um estudo realizado por pesquisadores do University College London, que descobriram que a vida microbiana diversa pode ter existido na Terra primordial, cerca de 300 milhões de anos após a formação do nosso planeta.

Para o estudo, os autores analisaram uma rocha de Quebec, no Canadá, com idade estimada entre 3,75 e 4,28 bilhões de anos. Em um estudo anterior, a equipe descobriu que a rocha tinha pequenos filamentos, nós e tubos, que pareciam ter sido produzidos por bactérias; contudo, nem todos os cientistas acreditavam que estas estruturas tinham origem biológica.

Agora, eles realizaram uma nova análise da rocha. Desta vez, os autores a fatiaram em secções finas como papel para, assim, observar de pertinho as estruturas fossilizadas feitas de hematita (uma forma do óxido de ferro) encrustadas no quartzo. Os cortes da rocha tinham o dobro de espessura daqueles utilizados no estudo anterior, de modo que as estruturas de hematita neles eram maiores.

Continua após a publicidade

A nova análise do material mostrou a existência de uma estrutura ainda maior e mais complexa: uma espécie de caule com ramos paralelos de um lado, com quase 1 cm de comprimento, e centenas de esferas distorcidas junto dos tubos e filamentos. Segundo os autores, parte das estruturas pode ter sido criada por reações químicas casuais.

Já o caule, estrutura parecida com aquela dos vegetais, parece ter origens biológicas. Para a equipe, as bactérias envolvidas no processo podem ter conseguido energia de diferentes formas; por exemplo, eles encontraram produtos químicos mineralizados na rocha consistentes com microrganismos antigos, utilizando ferro, enxofre, possivelmente dióxido de carbono e luz, por uma “fotossíntese” sem oxigênio.

“Através de diferentes linhas de evidência, nosso estudo sugere fortemente que diferentes tipos de bactérias existiam na Terra entre 3,75 e 4,28 bilhões de anos atrás”, disse Dr. Dominic Papineau, autor principal do estudo.

Isso sugere que a vida pode ter surgido apenas 300 milhões de anos após a formação da Terra, um período bastante curto em termos geológicos. “Essas descobertas têm implicações para a possibilidade de existência de vida extraterrestre: se a vida é relativamente rápida para surgir nas condições certas, isso aumenta a chance de que ela exista em outros planetas”, disse.

Os artigos com os resultados do estudo foram publicados nas revistas Science Advances e Nature.

Fonte: Science Advances, Nature; Via: University College London