Kevin Feige agora comanda o Marvel Studios, a Marvel TV e a Marvel Comics

Por Claudio Yuge | 16 de Outubro de 2019 às 10h11
cnn
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

Kevin Feige, o CEO do Marvel Studios, está com tudo com o pessoal da Disney. Depois de seu sucesso com a Saga do Infinito nos cinemas, que trouxe nada menos que a maior bilheteria da história, o executivo agora amplia seu comando sobre as séries da Marvel TV que vão para o serviço de streaming Disney+, as animações da Marvel Family Entertainment e os quadrinhos da Marvel Comics.

Dessa forma, a Marvel Entertainment, que antes englobava os desenhos e as revistas, agora cuida somente dos games, licenças, eventos, operações de publicação, vendas, entre outros trâmites burocráticos. Essa divisão continua sendo tocada pelo presidente Dan Buckley, que responde para o chefe Isaac Perlmutter.

(Imagem: Reprodução/CBR)

Com Kevin Feige assumindo o papel de CCO, Joe Quesada, que vinha desempenhando essa função, será diretor criativo e vai trabalhar de perto com Buckley, principalmente para intermediar a conversa com Perlmutter — já que os dois não são muito chegados. O editor-chefe da Marvel Comics continua sendo CB Cebulski e a vice-presidente de conteúdo Sana Amanat também será mantida.

O que isso significa para o futuro da Marvel

Para os fãs do Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês), a notícia é boa, pois Feige já provou conhecer profundamente a história dos personagens e da editora. Isso pode manter todas as produções em sincronia, compartilhando o mesmo universo, seja nos quadrinhos, nas revistas e na TV.

Além disso, embora Feige continue tendo que se reportar para o CCO da Disney, Alan Horn, e para o copresidente da mesa diretora, Alan Bergman, ele terá amplos poderes para enfrentar possíveis faniquitos de Ike Perlmutter — que quase eliminou os X-Men e o Quarteto Fantástico das revistas e queria vetar novos filmes do Pantera Negra e da Capitã Marvel.

A projeção negativa fica por conta de dois pontos. O primeiro é que não vemos citado o nome de Jeph Loeb, que foi um dos grandes responsáveis em conseguir traduzir a linguagem dos quadrinhos na TV, seja em Smallville, em Heroes, nas série dos heróis de rua da Marvel na Netflix ou nas produções do universo mutante na Fox. Chega ser estranho ele não estar envolvido em nada nessa nova fase.

(Imagem: Reprodução/Marvel TV)

O segundo é a falta de impacto que isso possa gerar em todas as linhas. Feige ficará muito mais ocupado agora e provavelmente deve impor mais conexões do MCU na TV e nos quadrinhos — o que pode deixar tudo muito igual e, com o tempo, insosso. Ter alguém dedicado em cada plataforma, quebrando o protocolo de vez em quando, é o que traz novas ideias. Vamos ver no que vai dar.

Fonte: Deadline  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.