Funcionário da PlayStation cria controle para gamer com paralisia cerebral

Por Redação | 04 de Abril de 2016 às 12h00
photo_camera Divulgação

Mesmo bastante populares em todo o mundo, os videogames, como qualquer outro produto ou serviço, ainda não são totalmente acessíveis para pessoas com alguma deficiência, doença ou limitação física. Este era o caso de Peter Byrne, um morador de Nova Jersey (Estados Unidos) que sofre de paralisia cerebral.

Gamer desde os oito anos, Byrne, hoje com 21, sempre jogou nos consoles PlayStation e nunca passou por dificuldade na hora de jogar seus títulos favoritos. Mas desde o lançamento do PS4, o jovem enfrentava problemas com o DualShock 4, nova versão do controle icônico da Sony. Segundo Byrne, por causa da paralisia, sua mão esquerda tocava constantemente o touchpad no centro do joystick, fazendo com que o jogo fosse pausado várias vezes.

Foi então que o norte-americano decidiu enviar um e-mail para o serviço de atendimento ao cliente da marca PlayStation, há duas semanas, para relatar o ocorrido - e quem sabe conseguir uma solução da empresa. No dia seguinte após enviar a mensagem, Byrne foi contatado por Alex Nawabi, um comerciante que vende produtos da linha PlayStation e que, segundo Byrne, "disse que cuidaria pessoalmente do caso, não em nome da marca PlayStation".

Depois de trocarem mais alguns e-mails, Byrne soube que Nawabi havia encomendado algumas peças específicas para construir um novo controle, mas que não poderia modificá-lo por completo. Dias depois, Byrne foi surpreendido ao receber em sua casa um DualShock 4 personalizado para que ele jogasse seus títulos sem que a paralisia cerebral afetasse o gameplay. O periférico, segundo Nawabi, levou 10 horas para ficar pronto.

Por causa dos problemas envolvendo o touchpad (a superfície sensível ao toque), Nawabi desabilitou o componente de fábrica e o substituiu por um botão na parte de trás do controle. Esse botão foi colocado do lado direito do acessório para permitir Byrne jogue com sua mão direita, que não sofre as consequências da paralisia. Desde então, o jovem afirma não ter mais problemas enquanto joga videogame.

Byrne espera que sua experiência sirva como uma importante mensagem para as companhias que atuam no mercado de games. "Alguém (Nawabi) me ouviu e se importou o suficiente para cuidar do meu assunto pessoalmente. Espero que outras empresas prestem atenção em sua base de fãs e percebam que pessoas com deficiência também são gamers, e que elas precisam ser atendidas", disse.

Em seu perfil no Facebook, Byrne também postou uma foto com a carta e o controle recebidos por Nawabi e agradeceu o funcionário por ter cuidado do seu caso.

I figure I share this story with everyone because it is too good not to share! When I use the PlayStation 4 controller...

Publicado por Peter Byrne em Terça, 29 de março de 2016

Fonte: Peter Byrne via BuzzFeed News

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.