Protótipo de e-reader tem tela dobrável que permite anotações

Por Felipe Junqueira | 11 de Agosto de 2020 às 07h30
Reprodução/Good e-Reader

Os e-readers podem ser os próximos a entrarem na onda das telas dobráveis. A E Ink Corporation trabalha em um protótipo de display de tinta eletrônica que abre e fecha já tem algum tempo, e agora apresenta o segundo protótipo funcional do dispositivo. É o "Kindle do futuro", para citar o modelo mais famoso da categoria.

Ainda faltam bastante detalhes para corrigir antes de entregar um produto comercialmente viável. Por ora, o dispositivo abre e fecha sem oferecer muito perigo ao bom funcionamento da tela. As dobradiças possuem um sistema de mecanismos que garantem o movimento em velocidade sem ão danificar os componentes internos. Fechado, ele possui uma proteção para evitar que sujeiras prejudiquem a tela ou a dobradiça.

O protótipo traz uma caneta e permite fazer anotações, mas ainda há muito trabalho para que este seja um recurso realmente útil para o usuário. Por enquanto, o tempo de resposta das telas de tinta eletrônica é muito ruim, e escrever nelas é uma experiência bem complicada.

Outra questão ainda a ser resolvida é a iluminação da tela. Você provavelmente já sabe que este tipo de display não emite luz, é como um livro. Para a leitura em ambientes escuros ser possível, o protótipo do e-Reader dobrável tem duas barras de LEDs que podem ser levantadas e iluminam as letras eletronicamente impressas.

Essa solução, porém, soa como algo de um gadget dos anos 1990, além de não conseguir iluminar toda a superfície do dispositivo.

Não custa lembrar que este é apenas o segundo protótipo de um produto em desenvolvimento nos laboratórios da E Ink. Não há previsão de um e-reader dobrável chegar às lojas.

Fonte: Good e-Reader

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.