Nuvem Pago é a nova plataforma de pagamentos para lojistas da Nuvemshop

Nuvem Pago é a nova plataforma de pagamentos para lojistas da Nuvemshop

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 26 de Outubro de 2021 às 17h20
Divulgação/Nuvemshop

A plataforma de e-commerce Nuvemshop lançou nesta terça-feira (26) o Nuvem Pago, sua própria solução de pagamentos nos moldes do Mercado Pago (Mercado Livre) e AME (Americanas). A novidade, que custou à companhia um investimento de R$ 150 milhões, já está disponível para os clientes brasileiros e será disponibilizada gradualmente até o final do ano, a partir da solicitação dos lojistas.

Focado em pequenas e médias empresas, o Nuvem Pago aceita cartões de crédito das principais bandeiras, boleto e Pix, e oferece compras parceladas com e sem juros. Para os lojistas que já são clientes da Nuvemshop há a vantagem de usufruir da nova plataforma sem a necessidade de se integrar a uma ferramenta externa. Após o login, basta o cliente checar se o recurso está disponível em "Configurações > Meios de pagamento" do painel de controle.

Não há taxa de ativação ou mensalidade para usar o Nuvem Pago. A Nuvemshop oferecerá isenção da tarifa por venda para todos os clientes que optarem por esse meio de pagamento. Além disso, o lojista pode continuar oferecendo outras opções de pagamento além das existentes no novo serviço.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Rodrigo Rivera, vice de estratégia da Nuvemshop (Imagem: Divulgação/Nuvemshop)

A novidade surge após a Nuvemshop receber três rodadas de investimento que juntas chegaram a mais de R $3,2 bilhões em dez meses. "Mesmo com esse lançamento, manteremos o nosso DNA de plataforma aberta, integrando diversas companhias — de pagamentos e outras categorias — para que os empreendedores escolham a melhor opção para o seu negócio, de acordo com cada uma das necessidades do seu e-commerce", afirmou em comunicado Santiago Sosa, CEO e cofundador da Nuvemshop.

A empresa de e-commerce comprou em outubro a empresa de logística Mandaê, mas o Nuvem Pago não teve relação com a aquisição. A solução foi criada por uma equipe própria da startup, que se tornou unicórnio (com valor acima de US$ 1 bilhão) em agosto deste ano. A empresa ampliou a equipe nos últimos 18 meses de pandemia de covid e com isso chegou a mais de 800 profissionais.

"No curto prazo, iremos complementar o Nuvem Pago com outros produtos financeiros que os empreendedores precisam. Isso irá incluir empréstimos para lojistas e seus consumidores, maquininha, seguros e muito mais. E nos próximos anos, expandiremos o Nuvem Pago para outros países da América Latina além do Brasil”, diz Rodrigo Rivera, vice-presidente de estratégia da Nuvemshop.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.