Radiação afetará cérebro de astronautas que viajarem a Marte, diz estudo

Por Redação | 14 de Outubro de 2016 às 10h04

Elon Musk já deixou bem claro que quem quiser participar de seu plano mirabolante de colonizar Marte precisa concordar em entrar em uma missão suicida pela SpaceX. Segundo ele, havia um pequeno aumento nas chances dos passageiros desenvolverem câncer, mas não era algo com que estava preocupado no momento. Mas, um estudo realizado por cientistas da Universidade da Califórnia pode fazer com que Musk comece, sim, a se preocupar com a radiação durante a viagem ao planeta vermelho.

Segundo a pesquisa publicada na Scientific Reports, os cientistas bombardearam ratos e camundongos com oxigênio ionizado e titânio, os tipos de partículas carregadas encontradas nos raios cósmicos galácticos que são mais propensos a atravessar a blindagem das naves espaciais. O preocupante é que astronautas em missões longas devem passar por essas condições, e os resultados não foram nem um pouco animadores.

Os raios cósmicos simulados causaram danos aos neurônios e inflamação cerebral que ainda estavam presentes seis meses após o experimento. Nesse estado, os astronautas podem ter dificuldades para tomar decisões ou realizar tarefas, além de sofrerem variações de humor. Há ainda um efeito prejudicial da radiação sobre um processo cerebral chamado “extinção do medo” – isto é, nossa habilidade de esquecer estresses anteriores para que não vivamos em um estado constante de ansiedade.

Estudos como esse já foram feitos antes, com resultados quase tão alarmantes quanto. Algumas pesquisas financiadas pela NASA demonstraram danos neurológicos parecidos em roedores, mas esse é o primeiro que mostra como o dano é prolongado.

Vale lembrar que, no caso dos astronautas da Estação Espacial Internacional, eles não sofrem com raios cósmicos galácticos porque a estação ainda está dentro da magnetosfera protetora da Terra.

Todo mundo sabe que enviar uma missão tripulada para Marte vai ser perigoso. A nova preocupação agora é qual será o estado dos futuros colonizadores quando eles pousarem no planeta vermelho.

Fonte: Gizmodo Brasil.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.