Cientistas criam nanofios com bactérias geneticamente modificadas

Por Redação | 22.08.2016 às 22:00

Para a criação de feixes microscópicos com capacidades isolantes, conhecidos na indústria tecnológica como nanofios, geralmente é necessário utilizar elementos não-renováveis ​​ou minerais. No entanto, se depender do departamento de pesquisa da Marinha dos Estados Unidos, possivelmente em breve este cenário deverá mudar para uma solução melhor.

De acordo com informações divulgadas nesta segunda-feira (22), os cientistas estão desenvolvendo nanofios de geobactérias geneticamente modificadas. A melhor notícia é que essas bactérias podem ser encontradas no solo de praticamente toda a Terra.

Segundo as publicações, a equipe responsável conseguiu alterar os microrganismos substituindo aminoácidos por triptófano, que é melhor condutor de eletricidade em cerca de 2.000 vezes. Outro aspecto interessante é que a tecnologia permite que os fios sejam invisíveis ao olho humano, além de torná-los mais resistentes, com maior capacidade de sobreviver dentro de dispositivos eletrônicos.

Para os pesquisadores, a solução poderá beneficiar a computação e o desenvolvimento de aparelhos voltados para a segurança, como detectores de bomba e de poluição, além de auxiliar na criação de novas alternativas de combustíveis, auxiliando na sustentabilidade do planeta.

Fonte: Engadget