Quais são as criptomoedas que Elon Musk escolheu para investir?

Quais são as criptomoedas que Elon Musk escolheu para investir?

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 17 de Novembro de 2021 às 20h40

As criptomoedas estão em alta, e com isso é comum encontrar pessoas famosas divulgando seus investimentos neste mercado. Agora, se a celebridade em questão também for um dos homens mais ricos do mundo, os entusiastas ficam absolutamente doidos. E é isso que acontece sempre que Elon Musk, CEO da Tesla, faz algo que pode ser interpretado como uma referência as criptomoedas, como tuitar fotos de seu filhote de cachorro Shiba Inu ocasionar uma alta no valor da moeda.

Mas é importante saber quais criptomoedas o excêntrico bilionário realmente investe. Segundo informações do portal USA Today, Musk investe em três criptoativos, e, para tristeza de muitos, nenhum deles é o Shiba Inu. Confira a seguir:

Bitcoin

Imagem: Divulgação/3D Animation Production Company/Pixabay

A mais conhecida criptomoeda do mundo tem apoio do bilionário. No início deste ano, a Tesla anunciou que comprou US$ 1,5 bilhão em Bitcoin, além de ter introduzido a opção de comprar os seus carros elétricos com a criptomoeda.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A lua de mel, porém, durou pouco tempo, com Musk anunciando o fim do suporte alegando os possíveis problemas ambientais do processo de mineração do ativo.

Mas não só de investimentos é feita a jornada do bilionário com o Bitcoin. Em 2017, rumores circularem de que Musk era a identidade real de Satoshi Nakamoto, o misterioso criador do Bitcoin. O CEO da Tesla, na época, negou os rumores, mas afirmou ser um entusiasta da criptomoeda.

Dogecoin

Imagem: Reprodução/Unsplash

A criptomoeda baseada no meme do cachorro tem Musk entre seus investidores desde 2018. Desde 2020, o bilionário, através de seu Twitter, começou a falar publicamente sobre o ativo, e cada postagem resultava em alta no preço da moeda digital.

O ápice da relação de Musk com a Dogecoin foi quando em maio deste ano, em sua participação no tradicional programa de humor dos EUA, Saturday Night Live, onde o CEO da Tesla se declarou o Dogefather (algo como pai do Doge ou chefe do Doge, em tradução livre), fazendo a moeda disparar.

Pouco depois, no mesmo programa, o bilionário afirmou achar o criptoativo uma bagunça, causando uma significativa queda no valor da criptomoeda.

Ethereum

Imagem: Reprodução/katemangostar/Freepik

O primeiro contato de Musk com o Ethereum não foi dos mais positivos, já que o nome do bilionário havia sido associado com um golpe que prometia ETH para as vítimas. Um ano depois, em 2019, o bilionário tuitou o nome da moeda digital, que fez com que muitas pessoas acreditassem que ele estava investindo nela, mas o CEO da Tesla ainda não confirmou nada.

Foi só em 2021 que Musk confirmou investir em Ethereum, junto do Dogecoin e do Bitcoin. Não se sabe, porém, desde quando ele está comprando o ativo digital.

Fonte: USA Today

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.