Enquanto diversas criptomoedas estão em queda, Dogecoin continua em alta

Por Eduardo Hayashi | 12 de Setembro de 2018 às 14h11

Em meio a diversas incertezas e dúvidas quanto ao futuro das criptomoedas, muitas pessoas recuaram com seus investimentos neste sistema econômico alternativo desde o começo do ano. E, em meio a desvalorização quase generalizada de quase todas as moedas digitais, a Dogecoin, que surgiu a partir de piadas e memes envolvendo o cão "Doge", é uma das poucas que ainda estão em valorização atualmente.

Segundo dados da CoinMarketCap, que avalia o desempenho das criptomoedas no mercado, a Dogecoin teve valorização de mais de 160% nos últimos 30 dias. Com isso, ela foi a única moeda digital a registrar números consideravelmente positivos no último mês, enquanto moedas mais populares como a Bitcoin e a Ethereum continuam sofrendo desvalorizações próximas de dois dígitos.

Diante desta situação, a Dogecoin se configura como uma das 20 maiores criptomoedas por capitalização de mercado, representando algo próximo dos US$ 729 milhões.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A acentuada valorização da moeda ocorreu após a Dogecoin ser adicionada no Robinhood, famoso app de negociação de criptomoedas, no mês de julho. O estranho fenômeno também pode estar ligado à recente demonstração da tecnologia Dogethereum, que interconecta as redes Ethereum e Dogecoin.

O Doge é um meme que ficou muito popular na internet em meados de 2013, mostrando o rosto de um cachorro da raça Shiba Inu, e que frequentemente era utilizada na época com montagens com diversos dizeres em inglês em letras com fonte Comic Sans.

(Imagem: Know Your Meme)

Fonte: Bussiness Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.