Empresa de mineração compra R$ 170 milhões em placas da NVIDIA

Empresa de mineração compra R$ 170 milhões em placas da NVIDIA

Por Felipe Demartini | Editado por Jones Oliveira | 05 de Abril de 2021 às 10h19
Divulgação/NVIDIA

A empresa americana Hut 8 Mining Corp anunciou neste final de semana um investimento de US$ 30 milhões em placas da Nvidia, que serão usadas para a mineração de diferentes criptomoedas. O valor equivalente a R$ 170 milhões será utilizado na expansão das operações atuais da empresa e foi empregado nos recém-anunciados modelos da fabricante, voltados especificamente para a prática.

Com a aquisição, o objetivo da Hut 8 é chegar a um poder de entrega de 1.600 GH/s, além de expandir suas atividades para além das bitcoins, principal modalidade com a qual trabalha hoje. Utilizando data centers, a companhia trabalha na mineração e no processamento de transações envolvendo criptomoedas e a blockchain, servindo também como ponto de investimento e câmbio, além de ter ações abertas que, por si só, também servem como alternativa.

Ao anunciar o investimento, o CEO da Hut 8, Jaime Leverton, mostrou empolgação com os modelos da Nvidia focados na mineração. De acordo com ele, os componentes trazem alta performance e abrem novas oportunidades para quem trabalha no setor, permitindo que a empresa solidifique seus planos de longo prazo e diversifique moedas e atividades no curto período. As possibilidades, afirmam ele, são muitas e a ideia é que mais e mais indústrias comecem a trabalhar com a blockchain e, por isso, passem a necessitar de soluções como as da fabricante, que são voltadas especificamente a esse fim.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

As placas adquiridas devem ser entregues pela NVIDIA em maio deste ano, com a Hut 8 desejando estar com os equipamentos já integrados a seus sistemas no a partir de agosto. Além do valor e da aposta nas versões voltadas à mineração, entretanto, ambas as companhias preferiram manter os detalhes da negociação sob sigilo, não revelando, por exemplo, quais foram os modelos adquiridos dentro da linha voltada a esse fim e a quantas placas equivale o montante pago.

No anúncio, a Hut 8 apenas fez questão de deixar claro não se tratarem de placas voltadas para o mercado de jogos eletrônicos, cujos preços e disponibilidade para os usuários vêm sofrendo grande impacto por conta da mineração. Até onde se sabe, também, este é o primeiro movimento desta magnitude feito com o envolvimento dos dispositivos da NVIDIA focados em mineração, anunciados pela empresa como uma alternativa para atender esse mercado sem que os gamers sejam prejudicados.

A linha CMP da NVIDIA é composta de quatro modelos, com duas versões já disponíveis e uma quinto, ainda mais robusto que os anunciados, já fazendo parte das rodas de rumores. Como forma de segmentar o mercado, a ideia é que essa família não tenha a capacidade de executar tarefas gráficas, sendo inúteis para o uso em games, enquanto a recíproca também é verdadeira — as novas placas da fabricante, a partir da RTX 3060, terão limitadores que cortarão sua capacidade de mineração, de forma que o foco nos games seja retomado por seus usuários.

Fonte: Tom's Hardware

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.