Elon Musk acha que criptomoedas já eram e aponta qual o próximo setor a "morrer"

Elon Musk acha que criptomoedas já eram e aponta qual o próximo setor a "morrer"

Por Diego Marques | Editado por Claudio Yuge | 15 de Junho de 2022 às 22h00
Pixabay/Tumisu

O homem mais rico do mundo, Elon Musk, é fã confesso de criptomoedas, especialmente da Dogecoin, o ativo-meme que tem como mascote um cachorro. E, assim como costuma fazer com outros assuntos, nesta semana ele destilou uma polêmica opinião sobre a atual desvalorização das moedas digitais. E mais: em uma postagem no Twitter, também apontou que o mercado imobiliário será o próximo setor da economia a colapsar.

Musk comentou um meme postado pelo cocriador da Dogecoin, Billy Markus. A imagem publicada no Twitter mostra o desenho de um ceifador se aproximando de uma porta com a placa escrito "real state”, uma menção em inglês para o setor imobiliário.

O desenho da “morte” está batendo na porta, após ter passado pelas opções do mercado de ações e das criptomoedas. Musk concorda com a brincadeira, demonstrando pouca crença no mercado de ações e de cripto. E mais, que o setor imobiliário seria o próximo da lista.

O CEO da empresa de carros elétricos Tesla tem divulgado amplamente nos últimos dois anos que investe em criptomoedas — inclusive, a própria fabricante de carros tem parte do capital investido em Bitcoin. A companhia aplicou US$ 1,5 bilhão (R$ 7,5 bilhões) em Bitcoin em fevereiro de 2021. Em carta aos acionistas, a diretoria explicou que esse montante é uma maneira de dar “flexibilidade, diversificar ainda mais e maximizar o retorno do nosso dinheiro”.

Em março, Musk revelou que, apesar das recentes desvalorizações que atingem o mercado nos últimos meses, não venderia as criptomoedas que possui — não dá para saber se isso possa ter mudado nesta semana. O bilionário nunca divulgou quanto de sua fortuna está associada às moedas digitais.

Assim como as criptomoedas, mercado imobiliário sofre queda

O mercado imobiliário mostrou recentemente sinais de desaceleração, logo após ter passado por um momento de otimismo no período da pandemia, à medida que a inflação atinge níveis alarmante e bancos centrais seguem aumentando as taxas de juros. Com isso, crescem as preocupações de que o setor siga o mesmo caminho que ações de bolsas de valores e as criptomoedas.

A Reuters divulgou no começo de junho uma pesquisa com a opinião de diversos especialistas imobiliários. Eles acreditam que a fase de aumentos de preços pode estar chegando ao fim. Contudo, isso não quer dizer que os imóveis estarão mais acessíveis nos próximos meses.

Fonte: nypost

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.