Nintendo passa a oferecer assistência gratuita para falha de "drift" do Switch

Por Rafael Rodrigues da Silva | 24 de Julho de 2019 às 15h25
Tudo sobre

Nintendo

Saiba tudo sobre Nintendo

Ver mais

Um problema que tem afetado muitos donos do Switch é o tal do “drift” nos Joy-Cons, que faz com que o controle envie sinais de direcional para a tela mesmo quando ele não está sendo usado, fazendo com que o personagem se mova sozinho nos jogos do console.

De acordo com um documento enviado pela Nintendo para suas assistências nos Estados Unidos e que foi conseguido pela revista Vice, a empresa está instruindo suas assistências não apenas a resolver o problema de graça, mas no caso de algum cliente já ter pagado pelo reparo, oferecer para ele o reembolso total do serviço (cerca de US$ 40).

A Vice confirmou a veracidade desse memorando quando o Joy-Con do Switch de um de seus produtores de podcasts começou a dar o problema — e ele entrou em contato com a assistência da Nintendo. No primeiro momento eles pediram para que ele fizesse a atualização do sistema operacional do console e, quando o problema persistiu, lhe passaram um código de postagem para o envio do controle — o que quer dizer que a Nintendo não apenas irá pagar os custos postais do envio, como irá resolver o problema dele sem cobrar nada.

Apesar disso, a Nintendo nega que o documento que cita uma mudança na política de tratamento dos problemas de “drift” no Joy-Con do Switch seja real, e mantém a sua declaração inicial de que seus produtos são desenvolvidos com a maior qualidade possível e mandados ao mercado apenas depois de passar por diversos testes rigorosos, dando a entender que esses problemas não passam de uma minoria querendo chamar a atenção na internet.

Ainda que a Nintendo negue a mudança de postura, tudo indica que o documento encontrado pela Vice seja mesmo oficial e que a empresa passará a dar uma atenção maior aos usuários que reclamam do problema — principalmente porque os donos de Switch já estão se organizando para entrar com um processo conjunto contra a Nintendo por conta do ocorrido, e garantir o reparo gratuito para quem tem sofrido com isso pode ser a maneira mais fácil da empresa evitar uma longa batalha nos tribunais.

Fonte: Vice

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.