Pesquisa aponta que 91,7% dos homens infiéis utilizam um smartphone para trair

Por Redação | 23 de Novembro de 2012 às 15h47

Os smartphones facilitam a vida das pessoas de diversas maneiras diferentes, seja durante situações relacionadas ao trabalho, vida pessoal, entretenimento, etc. Mas uma pesquisa apontou que ele também ajuda, e muito, a aumentar a infidelidade de seus usuários. Já se foi o tempo em se revistava a bolsa ou o bolso do cônjuge para encontrar vestígios de traição!

Ashley Madison é uma rede social focada no mundo da traição. Ela reúne diversas pessoas que estão a fim de pular a cerca e as ajuda a marcar encontros com pessoas que desejam a mesma coisa. Pois bem. O site fez uma pesquisa com 4.690 usuários para entender melhor a relação entre os adúlteros e os smartphones.

Eles descobriram que o aplicativo móvel do Ashley Madison facilitou a vida de 77,9% das mulheres e 36,2% dos homens entrevistados na hora de encontrar um amante. Os homens são mais adeptos do aparelho para essa finalidade: 91,7% deles o utilizam para traição, enquanto 89,3% das mulheres fazem o mesmo.

A empresa quis saber até mesmo qual é o sistema operacional utilizado pelos infiéis. Resultado? 48,4% das mulheres e 41,7% dos homens confessaram ser adeptos do sistema Android.

A pesquisa também mostrou que eles se comportam de maneira diferente na hora de escolher os horários para se comunicar com os amantes. Os homens preferem fazê-lo na calada da noite, tanto que 33,3% disseram esperar até as 23h - ou mais - para acessar o serviço.

As mulheres não se arriscam tanto em casa, já que 37,5% das entrevistadas disseram utilizar o serviço pelo celular entre às 13h e 16h. "Parece que as mulheres preferem se conectar pelo celular durante o horário de trabalho para evitar que outras pessoas desconfiem. Quanto aos homens, eles parecem preferir o horário no qual a esposa provavelmente deve estar dormindo", disse o diretor do Ashley Madison no Brasil, Eduardo Borges, segundo a Info.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.