Rio de Janeiro começa a reabertura dos cinemas no final de agosto

Por Claudio Yuge | 12 de Agosto de 2020 às 22h15
Pixabay

Embora os números da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) ainda não sejam motivo para diminuirmos a preocupação com a disseminação da doença no Brasil, a Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro confirmou nesta terça-feira (12) a reabertura dos cinemas na capital fluminense e em algumas regiões do estado a partir do dia 27 deste mês.

A medida faz parte da Fase 6 do processo de reabertura do comércio. Nesta bandeira, espaços fechados podem voltar a funcionar, desde que cumpram as medidas de segurança, como reforço na higienização das salas de exibição, uso de máscara e o incentivo de compra antecipada de ingressos via meios digitais, para evitar filas e aglomerações.

O Sindicato de Empresas Exibidoras Cinematográficas do Rio de Janeiro se reuniu com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) para apresentar documentação com todos os protocolos de segurança e adiantou já ter encaminhado o relatório para os governos municipal e estadual.

Alguns locais, como em Barcelona, estão realizado sessões ao ar livre
(Reprodução/Fotos Públicas/Ajuntament Barcelona)

Já com relação aos teatros, a situação é um pouco mais delicada. Isso porque os artistas dependem de espaços para realização de ensaios e muitos locais podem já não ter fôlego financeiro para reabrir de forma limitada — e sem a garantia de público — após cinco meses fechados. 

Embora a reabertura prevista na Fase 6 do Rio de Janeiro anime o comércio, membros da Sociedade Brasileira de Infectologia dizem que é muito cedo para optar por essa flexibilização, especialmente com relação aos cinemas. A Organização Mundial da Saúde continua recomendando que as salas fiquem fechadas, com exceção para os países que já contam com um cenário mais controlado — o que não é o caso do Brasil, que mantém alto número de contágio e de mortos diariamente.

A medida faz parte da Fase 6 do processo de reabertura do comércio. Nesta bandeira, espaços fechados podem voltar a funcionar, desde que cumpram as medidas de segurança, como reforço na higienização das salas de exibição; especialistas dizem que ainda é cedo para isso.

Fonte: Último Segundo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.