Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Planeta dos Macacos: O Reinado | O que esperar do novo filme da série?

Por| Editado por Durval Ramos | 03 de Maio de 2024 às 20h00

Link copiado!

20th Century Studios
20th Century Studios

Depois de uma trilogia incrível de Planeta dos Macacos, o 20th Century Studios retorna ao mundo pós-apocalíptico da franquia em Planeta dos Macacos: O Reinado, filme que serve como uma espécie de novo começo para os espectadores e fãs da ficção científica.

O novo filme, que se passa gerações após a história de Caesar, o líder dos macacos da trilogia passada, apresenta novos heróis, vilões e uma possível nova realidade para humanos e símios. O Canaltech teve a oportunidade de conversar com Alain Gauthier, profissional que ajudou a treinar o elenco para interpretar os macacos, e André Castelão, artista brasileiro que trabalha na equipe que criou os efeitos especiais do filme, para entender melhor como foi a produção e o que os fãs podem esperar de Planeta dos Macacos: O Reinado.

Continua após a publicidade

Qual é a história de Planeta dos Macacos: O Reinado?

Trezentos anos após a morte de Caesar, o macaco que iniciou a revolução dos macacos, Planeta dos Macacos: O Reinado mostra que o mundo como o conhecemos mudou completamente. Símios continuaram a sua evolução, enquanto humanos viraram seres praticamente em extinção.

O longa gira em torno de Noa, um macaco que nunca sai de perto de sua vila, até que uma ameaça faz com que ele conheça o mundo e o legado dos símios na Terra. O filme coloca Noa em uma jornada que o leva em direção ao vilão Proximus Caesar, um macaco que assumiu o nome do lendário líder, mas que distorce completamente suas palavras, escravizando outros primatas.

O segredo para o possível conflito está nas mãos de Nova, uma humana que Noa encontra em seu caminho e que pode revelar muito mais sobre a posição de macacos e a humanidade do que ele jamais imaginaria.

Quem está no elenco do filme?

Planeta dos Macacos: O Reinado é estrelado por Owen Teague (It - A Coisa), no papel de Noa, e Freya Allan (The Witcher) no papel da Nova. O vilão Proximus Caesar é interpretado por Kevin Durand (Abigail).

Continua após a publicidade

O resto do elenco é composto por Eka Darville (Jessica Jones), Peter Macon (The Orvilles), Travis Jeffery (Invencível), Dichen Lachman (Ruptura) e William H. Macy (Shameless), no outro papel de um humano no filme. O longa chama atenção pelo fato de praticamente todo os personagens em tela serem resultado do trabalho dos atores e captura de seus movimentos.

Como foi a preparação dos atores do filme?

Em entrevista ao Canaltech, Alain Gauthier, profissional que ajudou a treinar o elenco para interpretar os macacos, nos revelou como foi o processo para ajudar o elenco a de fato entrar nos seus personagens.

“Quando os roteiristas comentaram comigo sobre o tempo entre o último filme e esse, ficava claro para mim que não poderia ocorrer um salto evolucionário na maneira como os macacos se comportam. E como nós começamos a história acompanhando um clã que não tinha ligação com Caesar e nunca viram humanos antes. Então eu tinha que fazer com que os atores se comportassem como chimpanzés e gorilas”, comentou Gauthier.
Continua após a publicidade

Ele começou a estudar ainda mais os chimpanzés, estudos que comparavam a movimentação dos símios e humanos, e antes de levar isso ao elenco, treinou na própria casa como o corpo humano precisava se comportar.

“Para que os atores pudessem entender, eu precisei levá-los em uma jornada para compreenderem o próprio corpo, terem uma noção de sua flexibilidade, e isso não é algo que pode ser feito em poucos dias. O corpo precisa de tempo para memorizar esses movimentos para que você consiga fazê-los naturalmente”, revelou o coréografo.

Para Gauthier, ter os atores preparados dessa forma permitiu ao diretor Wes Ball dar espaço para que eles pudessem improvisar e trazer características próprias para os seus personagens, dando mais vida à sua interpretação.

Continua após a publicidade

Efeitos especiais reinam no filme

Tudo isso é aliado ao trabalho da equipe de efeitos especiais do filme, que trabalha com essas capturas para criar o visual de todo o universo de Planeta dos Macacos: O Reinado.

Em conversa com o Canaltech, André Castelão, profissional brasileiro que atua na Weta Digital e trabalhou em O Reinado, revelou um pouco como funciona essa união entre captura de movimentos e criação dos personagens em pós-produção.

Continua após a publicidade

Castelão, que trabalhou durante anos no Brasil no departamento de efeitos especiais da Rede Globo e esteve na equipe que fez Planeta dos Macacos: A Guerra, comenta que após o processo de captura de movimentos, a equipe precisa realizar todo o refinamento desses movimentos. Após esse trabalho, outra equipe realiza todo o trabalho da criação de texturas que formam o visual dos personagens.

Para o profissional, dois dos maiores desafios para a equipe de Planeta dos Macacos: O Reinado foram as cenas em sets físicos, como matas e ambientes abertos com muitos personagens sendo capturados ao mesmo tempo.

Castelão explica que esse tipo de cena acaba vindo com ruídos na captura, mesmo com a tecnologia usada sendo mais avançada que a vista nos filmes anteriores da franquia. Por conta disso, o refinamento precisa ser feito pelos artistas do estúdio, que ajudam a recriar vários dos movimentos na pós-produção, buscando um nível de realismo cada vez maior.

Continua após a publicidade

Quando O Planeta dos Macacos: O Reinado estreia?

O Planeta dos Macacos: O Reinado estreia nos cinemas de todo o Brasil no dia 9 de maio.