5 filmes de suspense para ver no streaming do Telecine que vão te deixar aflito

5 filmes de suspense para ver no streaming do Telecine que vão te deixar aflito

Por Laísa Trojaike | 22 de Abril de 2020 às 11h54
Divulgação

Nenhuma definição de gênero é decisiva e um ou mais gêneros podem ser mesclados em uma mesma obra sem problema algum. Gênero diz respeito à forma como uma história é contada e, às vezes, depende também do conteúdo. Muitas definições de gênero dizem respeito às emoções provocadas no espectador: o medo está mais ligado ao terror, o riso à comédia ou a tristeza ao drama. Nenhuma dessas conexões é definitiva, no entanto: nem todo drama nos faz chorar, nem todo terror é assustador e nem sempre as comédias nos fazem rir.

O suspense, por sua vez, tem a ver com o sentimento de aflição, ansiedade ou inquietação pela resolução de uma trama que nos cativou, o que pode acontecer em qualquer gênero. O suspense brinca com as expectativas do público, podendo liberar pistas para que o espectador ajude a solucionar o problema, ou fazendo o contrário, ocultando e alterando informações com o intuito de causar surpresa.

Alfred Hitchcock é considerado um dos maiores mestres do gênero e dizia que o que realmente assusta a plateia é justamente o que não está explícito e pode ser antecipado e imaginado pelo espectador. Seu filme mais icônico foi Psicose (também disponível no catálogo do streaming do Telecine), propositalmente filmado em preto e branco para não chocar os espectadores da época com a quantidade de sangue mostrada durante o muitas vezes referenciado assassinato no banheiro. O mistério é um dos elementos principais do gênero, nossa curiosidade é o tempero e os filmes abaixo podem ser excelentes opções para brincar com as nossas emoções.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Confira a lista que o Canaltech preparou com os 5 filmes de suspense que vão deixar você aflito.

5. O Senhor das Moscas

Imagem: Columbia Pictures

Um grupo de pessoas sofre um acidente de avião e fica preso em uma ilha, tendo de tomar diversas decisões morais para sobreviver. Essa premissa é suficiente para sabermos que, no grupo, certamente existirão pessoas de caráter duvidoso e que causarão conflito. Repense essa história tendo em mente que todas essas pessoas são crianças.

O filme é uma adaptação do livro homônimo de William Golding e, embora a direção de Harry Hook não seja exatamente digna de nota, há um imenso incômodo gerado pela ideia de que crianças, erroneamente tidas como perfeitamente inocentes, podem sim ser cruéis e violentas. O suspense, portanto, não está apenas na sobrevivência do grupo, mas nas relações interpessoais que são desenvolvidas.

4. Vestida para Matar

Imagem: Condor Filmes

Brian De Palma tem uma filmografia que fez dele um dos maiores mestres do suspense e, como herdeiro direto das obras de Hitchcock, Vestida para Matar é uma referência à Psicose em sua raiz. Este filme é um pastiche de Hitchcock, o que significa dizer que é uma reprodução da forma dos filmes do diretor, mas sem chegar ao nível de cópia: é uma referência, uma citação autoral do que há de melhor no gênero.

O suspense aqui gira em torno de um assassinato. Assim como em Hitchcock, a psicanálise tem uma forte presença, com o diferencial de que nos anos 1980 já havia uma liberdade maior para que o diretor e roteirista entrasse mais a fundo em questões sexuais, o que carrega ainda mais o filme: o tabu da morte encontra, em pé de igualdade, o tabu do sexo.

3. Mississipi em Chamas

Imagem: Orion Pictures

Classificado muito mais como um drama criminal histórico, o suspense de Mississipi em Chamas depende da empatia do espectador. Na trama, dois agentes brancos do FBI., com conflitos internos de como devem abordar um caso complexo, vão ao Mississippi para investigar o desaparecimento de dois ativistas. Baseado em acontecimentos reais, que também são contados no documentário Attack on Terror: The FBI vs. the Ku Klux Klan (1975, Marvin J. Chomsky), Mississipi em Chamas utiliza os recursos da ficção para emular um terror real para os espectadores.

Embora o filme tenha sido intensamente criticado por retratar os detetives como os heróis que não teriam sido, a direção de Alan Parker é precisa ao colocar a Ku Klux Klan como uma terrível ameaça, violenta e fria, que está sempre à espreita em um período intenso, quando as lideranças brancas tentavam impedir o fim da segregação racial.

2. Cães de Aluguel

Imagem: Miramax

Mestre do pastiche (e isso é um elogio), Quentin Tarantino traz referências de diversos gêneros, diretores, épocas e mistura tudo isso com seu próprio background, repleto de elementos da cultura pop, criando algo que soa como um estilo próprio e autoral… porque é realmente isso.

Todos os filmes do Tarantino têm, em algum grau, suspense. Isso acontece porque suas obras geralmente têm personagens absurdos o suficiente para serem imprevisíveis e violentos o suficiente para deixar uma aflição no ar. Talvez o exemplo máximo disso seja a tensão criada pelo Coronel Hans Landa (Christoph Waltz) na sequência de abertura de Bastardos Inglórios (também disponível no catálogo do Telecine). O suspense tarantinesco geralmente surge e ganha sua expressão máxima nos diálogos, sempre precisamente potencializados pelos atores. Cães de Aluguel é, provavelmente, uma das maiores expressões dessa habilidade de Tarantino e, se você quer ver mais desse tipo único de suspense pode aproveitar para também assistir Kill Bill Volume 1 (2003) e Volume 2 (2004), e o icônico Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994).

1. Os Suspeitos

Imagem: Warner Bros.

Se você gosta de tentar adivinhar o final de um filme, eis aqui um excelente desafio. Dirigido por um dos maiores nomes do cinema contemporâneo, Denis Villeneuve, Os Suspeitos é um filme que consegue ser complexo e intenso ao mesmo tempo em que é simples: o crime em si não é mirabolante, tampouco é a costumeira briga de gato e rato entre detetives e criminoso(s).

Mais íntimo, o filme transborda emoções através das atuações de Terrence Howard e Hugh Jackman, que esbarram na visão metódica do detetive interpretado por Jake Gyllenhaal. Isso sem contar a performance de Paul Dano, que interpreta uma pessoa com deficiência mental tida como principal suspeita do crime.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.