Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Madame Teia | Atriz detona o filme e diz que nunca mais quer fazer algo assim

Por| Editado por Durval Ramos | 06 de Março de 2024 às 13h00

Link copiado!

Divulgação/Sony Pictures
Divulgação/Sony Pictures

Madame Teia é um filme ruim. Isso é algo que todo mundo que foi ao cinema assistir à adaptação da Sony Pictures pode atestar, mas até a estrela do longa, Dakota Johnson, assumiu que entende todas as críticas e ainda diz que nunca mais quer fazer um filme como esse em sua carreira.

Durante o período promocional do título, muitos viram as entrevistas da atriz como surpreendentemente sinceras, já que em momento algum ela quis mostrar que era uma grande conhecedora dos quadrinhos, afirmando várias vezes que ficou sabendo da personagem quando leu o roteiro. Em uma nova entrevista ao site Bustle, Johnson não só revela alguns detalhes sobre a produção, como comenta sobre o que o público quer ver e seu afastamento desse tipo de potencial blockbuster.

Continua após a publicidade

Sincera e correta

Ao ser questionada sobre o lançamento de Madame Teia, Dakota Johnson revela que todo o processo de divulgação foi bastante cansativo, já que saiu da pré-estreia em Los Angeles, foi para a Cidade do México, teve pneumonia e, então, o filme estreou e todo mundo odiou.

Ela também falou que entende perfeitamente por que isso aconteceu e deu uma explicação bastante sincera e que faz muito sentido para a recepção negativae o fracasso na bilheteria.

É muito difícil fazer esses filmes grandes, e o que aconteceu com ele começou a acontecer com os menores, o que é horrível, é que todas as decisões são tomadas por um comitê. E arte não presta quando é feita assim. Filmes são feitos por um cineasta e um time de artistas em torno deles. Você não pode fazer arte baseado em números e algoritmos.
Continua após a publicidade

A atriz ainda fala sobre o atual estado da indústria e como o público vem reagindo a esse tipo de produção.

“Eu tenho a sensação há muito tempo que o público é realmente inteligente e executivos começaram a acreditar que não é. Os espectadores vão perceber quando o filme é ruim. Até quando começarem a fazer tudo com IA, humanos não vão querer ver esses filmes”, disse Johnson.

Continua após a publicidade

Madame Teia estreou nos cinemas de todo o mundo no último dia 14 de fevereiro e, em quase um mês de exibição, arrecadou apenas US$ 91,2 milhões. Apenas em termos comparativos, Duna: Parte 2, que chegou no último dia 29 de fevereiro, já arrecadou US$ 189,8 milhões, praticamente o dobro.

Nunca mais

Dakota Johnson parece não se arrepender de ter feito Madame Teia, nem que isso tenha servido apenas para perceber que esse tipo de filme não é para ela. “Eu nunca fiz algo parecido antes e provavelmente nunca mais farei, porque eu não faço sentido nesse mundo. E eu sei disso agora”, disse a atriz.

Ela complementou falando que, às vezes, atores assinam para um filme que é uma coisa, mas que durante as filmagens, se torna algo completamente diferente, mas que todo esse processo foi uma experiência de aprendizado e que não é legal estar no centro de algo que todo mundo odiou, mas que entende os motivos por trás disso.

Continua após a publicidade

Mais uma vez, a atriz demonstra ter uma cabeça boa em relação às críticas e demonstra maturidade na forma como lida com tudo. Realmente, merecia muito mais que Madame Teia.