Filmes de X-Men e Deadpool podem ser produzidos pela Marvel em 2019

Por Rafael Arbulu | 28 de Dezembro de 2018 às 13h11
Reprodução
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

Em uma interpretação moderna do ditado “o bom filho, à casa torna”, o presidente do Marvel Studios disse que os filmes de X-Men e Deadpool podem começar a ser produzidos pela “Casa das Ideias” em algum momento em 2019. As informações vêm de uma entrevista concedida por Kevin Feige ao podcast “Playback”, da Variety.

Atualmente, a propriedade cinematográfica para os filmes do universo mutante reside com a FOX, que cuida da franquia há décadas, desde o primeiro X-Men, lançado em 2000. Contudo, a Disney, proprietária da Marvel, fechou o negócio que lhe assegurou a aquisição de todo o setor de entretenimento da FOX, efetivamente absorvendo as propriedades intelectuais que pertenciam à Marvel em primeiro lugar.

Franquia de filmes dos X-Men pode ser produzida pela Marvel ainda em 2019

“Nos disseram que tudo está caminhando muito bem e poderia rolar nos primeiros seis meses do próximo ano”, disse Feige. “Mas em termos de pensar e de fato planejar as coisas, ainda nem começamos”.

A grosso modo, as palavras de Feige podem significar a incursão da franquia X-Men e seus derivativos dentro do chamado Marvel Cinematic Universe (MCU). Isso abriria um leque ainda maior de possibilidades, haja vista que grandes sagas dos quadrinhos envolvem os X-Men e o supergrupo liderado pelo Capitão América, tais como Vingadores versus X-Men, de 2012.

Mas nem só de mutantes vive a FOX…

Feige não abordou, durante a entrevista, o destino de outro grupo de heróis que está, hoje, sob o guarda-chuva da FOX: o Quarteto Fantástico também já protagonizou três filmes — todos duramente criticados por especialistas — e, em tese, passaria pelo mesmo processo de absorção de marcas e licenças que os heróis mutantes.

Vale citar também que, ao menos nos quadrinhos, houve interações entre o Quarteto Fantástico, os X-Men e os Vingadores. Feige, porém, nem tocou neste assunto.

Caption

E o Homem-Aranha?

O caso do aracnídeo mais popular dos quadrinhos é um pouco diferente, haja vista que a produção de seus filmes pela Sony Pictures remete a um acordo de uso de propriedade intelectual. A Marvel, antes de ser adquirida pela Disney, tinha uma abordagem diferente para filmes de super-heróis. A “Casa das Ideias” licenciava personagens e auxiliava na produção cinematográfica no papel de consultoria, sem inputs de direção. Tanto Homem-Aranha, como X-Men e Quarteto Fantástico entram nessa categoria.

Contudo, a partir dos anos 2000, a empresa criou o Marvel Cinematic Studios e começou a desenvolver filmes, o que levou à aquisição por parte da Disney. Contudo, as licenças de uso já haviam sido vendidas.

Homem-Aranha pertence à Sony para a produção de seus filmes, mas a empresa entrou em acordo com Marvel e Disney para o uso do herói no atual universo cinematográfico

No caso do Homem-Aranha, Sony, Marvel e Disney entraram em acordo para utilizar o herói dentro do universo cinematográfico contemplado pelos Vingadores, com as empresas dividindo os créditos pela aparição do aracnídeo em três filmes diferentes do quadro atual — sendo um deles, próprio do herói; e uma continuação que já está a caminho. Tal acordo nunca existiu pelo lado da FOX.

Agora, porém, a situação é outra: a Disney abriu mão de adquirir a FOX por completo (a divisão de esportes continua independente, sem a Casa do Mickey como proprietária) para adquirir os direitos de uso em sua área de entretenimento. Isso impactou não apenas os filmes da Marvel com a FOX, mas também outras propriedades intelectuais não relacionadas, como a série The Walking Dead (cujos direitos de exibição no Brasil são da FOX), por exemplo.

É pouco provável que isso se repita com a Sony, obviamente, mas, ao adquirir a FOX e manter um acordo amistoso (e lucrativo) com a gigante japonesa, a Disney pode, já para 2019, ter finalmente conseguido algo que os fãs dos quadrinhos sempre quiseram: reunir todos os personagens da Marvel em um só lugar. Resta saber como eles serão aproveitados.

Fonte: Variety; Collider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.