Dupla é presa ao tentar piratear Velozes e Furiosos 8

Por Redação | 18 de Abril de 2017 às 12h20

Sabe aquela história de que a polícia pode bater na sua porta por causa de um filme pirata? Para muitos, isso é apenas um exagero para convencer as pessoas a não baixarem conteúdo ilegal. No entanto, para dois homens nos Estados Unidos, isso acabou virando realidade por causa do filme Velozes e Furiosos 8.

O caso aconteceu no estado de Maryland, na costa leste do país. A dupla Troy Cornish e Floyd Buchanan foi ao cinema assistir ao oitavo capítulo da série e decidiram ignorar o vídeo de apresentação que sempre passa no início da sessão, gravando o filme com seus celulares. Só que eles não esperavam que estivessem sendo monitorados por um agente da Motion Picture Association of America (MPAA), um órgão voltado para a proteção dos interessas da indústria cinematográfica, que logo chamou a polícia e prendeu os piratas enquanto eles ainda estavam dentro da sala.

Esse tipo de ocorrência é realmente raro de acontecer e, no caso, só foi realizada porque Cornish e Buchanan já estavam sendo investigados pelo MPAA. De acordo com o site Torrent Freak, eles eram conhecidos dentro do universo da pirataria e isso chamou a atenção das autoridades, que passaram a monitorar seus passos na tentativa de encontrar uma brecha que pudesse incriminá-los. E foi um filme do Vin Diesel que permitiu que isso acontecesse.

Filme já é um dos campeões de download ilegal, mesmo com a prisão de piratas nos EUA

Essa caça às bruxas contra a pirataria não é nova, mas tem se intensificado principalmente em épocas de grandes lançamentos, como é o caso de Velozes e Furiosos 8. De acordo com os estúdios, a liberação para download de filmes que ainda estão em suas primeiras semanas nos cinemas é algo muito danoso para a indústria, pois muitas pessoas preferem baixar o longa para assistir em casa e isso afeta a bilheteria da produção. Além de corresponder a um prejuízo ao estúdio, isso também pode afetar o futuro daquela franquia: se menos pessoas foram às salas de projeção assistirem da maneira legal, menor vai ser a bilheteria e aquele filme pode ser considerado um fracasso. Assim, por melhor que ele seja, as chances de ganhar uma sequência, por exemplo, podem acabar sendo minadas.

É por isso que ações contra pessoas que vão ao cinema para fazer gravações indevidas estão cada vez mais frequentes. Como o Torrent Freak explica, são essas pessoas que vão compartilhar o filme pela internet ou mesmo em DVDs falsificados nas ruas. Assim, as empresas estão intensificando a busca por esse pessoal para acabar com as operações de pirataria ainda em sua base. No caso da dupla presa, os investigadores detectaram equipamentos suspeitos antes mesmo do início da sessão, o que facilitou a abordagem. Na revista, após serem presos, foi descoberto que eles utilizavam uma espécie de colete que mantinha o celular acoplado em seu peito, o que permitia a gravação com uma estabilidade considerável.

De acordo com um jornal local, eles terão de pagar uma multa de US$ 2.500 — cerca de R$ 7,7 mil na cotação atual — e podem ser condenados ainda a um ano de prisão. No entanto, se eles forem reincidentes, a pena pode ser ampliada para três a seis anos. E, como o investigador do MPAA disse que já conhecia os acusados, digamos que as projeções não são muito boas para eles.

Apesar dessa prisão, Velozes e Furiosos 8 já circula pela internet como um dos filmes mais baixados deste ano.

Via: Torrent Freak