Disney irá distribuir documentário de Peter Jackson sobre os Beatles nos cinemas

Por Laísa Trojaike | 11 de Março de 2020 às 14h57
Tudo sobre

Walt Disney Company

Saiba tudo sobre Walt Disney Company

Ver mais

A Disney adquiriu os direitos de distribuição do documentário The Beatles: Get Back, que tem como diretor Peter Jackson, das trilogias Senhor dos Anéis e O Hobbit. Embora o filme esteja programado para chegar somente aos cinemas dos EUA e do Canadá em 4 de setembro deste ano, há esperanças de que o doc seja lançado no Brasil juntamente com a plataforma de streaming Disney+, em novembro de 2020.

O documentário terá imagens inéditas dos Beatles durante as sessões de gravação do álbum Let It Be, o que inclui gravações da histórica última apresentação pública da banda, quando o quarteto se apresentou no topo do Apple Corps, prédio localizado na Savile Row, em Londres.

The Beatles durante sua última apresentação pública em janeiro de 1969

Durante o anúncio sobre os direitos de distribuição, Bob Iger, presidente e diretor executivo da Walt Disney Company, referiu-se ao documentário como “The Beatles: Get Back”. Até recentemente sem um título oficial, o filme de Peter Jackson resgata o título de outro documentário sobre a banda: também sobre o concerto no telhado, o filme de 1969 (ano da apresentação da banda) foi dirigido por Michael Lindsay-Hogg. Iger explicou o que há de novidade no novo documentário:

Nenhuma banda teve o tipo de impacto que os Beatles tiveram no mundo e The Beatles: Get Back é um lugar na primeira fila para ver de dentro os trabalhos desses gênios criadores em um momento seminal na história da música, com imagens espetacularmente restauradas que parecem ter sido filmadas ontem. Eu mesmo sou um grande fã, então não poderia estar mais feliz com a Disney estar apta a compartilhar o impressionante documentário de Peter Jackson com o público global em setembro.

Juntamente com a Park Road Post Production, Jackson restaurou 55 horas do material que foi cortado do documentário de 1969, além de 140 horas de áudio das gravações de Deixa Estar (Let It Be, 1969), também dirigido por Michael Lindsay-Hogg. Deixa Estar ganhou o Oscar de Melhor Canção Original em 1971 e, desde que foi lançado nos cinemas, não foi amplamente distribuído. Pensando nisso, uma versão remasterizada também será distribuída pela Disney.

Ringo, Paul, George e John durante as gravações de Let It Be

Paul McCartney e Ringo Starr também fizeram declarações acerca do trabalho de Jackson:

PAUL – Estou muito feliz que Peter tenha vasculhado nossos arquivos para fazer um filme que mostre a verdade sobre os Beatles gravando juntos. A amizade e o amor entre nós surge [nas imagens] e me lembram os momentos maravilhosos que tivemos.

RINGO – Estou realmente ansioso por este filme. Peter é ótimo e foi muito legal ver todas essas filmagens. Havia horas e horas da gente apenas rindo e tocando música, nada como a versão que saiu. Houve muita alegria e acho que Peter mostrará isso. Acho que essa versão será muito mais paz e amor, como realmente éramos.

Contamos com vocês, fãs de Beatles, para que o hype traga esses filmes para os cinemas do Brasil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.