Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Crítica Elementos | Pixar emociona com comédia romântica em forma de animação

Por| Editado por Jones Oliveira | 22 de Junho de 2023 às 09h46

Link copiado!

Pixar
Pixar
Tudo sobre Walt Disney Company

Finalmente chega aos cinemas a mais nova animação da Pixar: Elementos. O filme foi anunciado há alguns anos como uma história que aborda os quatro elementos, com foco na água e no fogo.

Elementos, portanto, é muito mais que uma animação divertida com figuras que jamais imaginaríamos com vida se não fosse por toda a criatividade da Disney. Assistimos, então, a uma comédia romântica que emociona e mostra a importância de aceitar as diferenças e se adaptar a elas.

Comédia

Continua após a publicidade

Como toda boa animação da Pixar, ao filme Elementos é sustentado pelo humor, que está não apenas nas piadas feitas pelos personagens, mas também nos detalhes de uma cidade repleta de seres de fogo, água, terra e ar.

Vemos nos personagens a facilidade da formação do fogo, a fluidez da água ao ultrapassar paredes, a potência do ar em todas as suas possíveis formas e a beleza do que é capaz de crescer na terra. Todos esses detalhes são dignos da qualidade Pixar e encantam a todo momento.

Continua após a publicidade

Inclusive, a protagonista Faísca conta com a capacidade de transformar areia em vidro muito facilmente, mais uma vez mostrando a importância da existência dos elementos e todas as suas possibilidades.

Já Gota, que é feito de água, consegue rapidamente fazer um arco-íris em cima de um lago. As demonstrações da capacidade dos elementos são vistas a todo momento, mas sempre com aquele toque de lição de vida que toda e qualquer animação da Walt Disney Company não desperdiça.

Romance

Continua após a publicidade

Indo além dos visuais, Elementos acompanha o início do romance de dois seres que, teoricamente, não se misturam. Gota e Faísca se conhecem de maneira inusitada e logo se atraem a ponto de não pararem de pensar um no outro.

Tal como Romeu e Julieta à moda Pixar, uma possível relação entre os dois é mal vista, já que o fogo é capaz de fazer a água se transformar em vapor, e a água é capaz de apagar o fogo. Mesmo assim, aos poucos, eles vão descobrindo como cada um pode se adaptar às características do outro.

Assim, então, nasce um romance improvável, mas completamente possível. Talvez as crianças não entendam ainda a necessidade de ver uma relação assim no cinema, mas Elementos ajuda a nova geração a entender que as pessoas são diferentes não só fisicamente, mas com suas qualidades e defeitos, e que o importante é se permitir viver o que é sentido. Quando há vontade, sempre é possível.

Elementos chega nesta quinta-feira (22) nos cinemas de todo o Brasil.