Conheça Love Notes to Newton, documentário sobre produtos da Apple nos anos 90

Por Jessica Pinheiro | 24 de Julho de 2018 às 08h49
Tudo sobre

Apple

Dirigido por Noah Leon, o documentário Love Notes to Newton fala sobre gadgets da Apple bastante incomuns e que foram lançados nos anos 90, mas que deixaram um legado e influência que perduraram por muito tempo. O filme é voltado à história de como surgiu a linha de produtos Newton, contando os motivos pelos quais eles não conseguiram lucrar, como eles foram esquecidos após o retorno de Steve Jobs à empresa e sua estranha, e ainda assim, longa vida útil após o encerramento da fabricação.

O projeto nasceu com uma dúvida de Leon em um fórum chamado Newtontalk, onde ele questionou se já houve algum documentário ou outro programa de televisão sobre o Newton. Na época, ele estava trabalhando em uma emissora de TV da faculdade e manifestou interesse em fazer um filme desse gênero. Oito anos se passaram e, após fundar sua própria produtora, ele conseguiu desenvolvê-lo e dar vida a Love Notes to Newton.

(Imagem: Apple Insider)

Vale ressaltar que o filme foi para frente graças a uma campanha de crowdfunding e estreou neste domingo (22) na Macstock Conference and Expo em Woodstock, Illinois. Porém, os entusiastas e curiosos de plantão podem comprar o filme no Vimeo. O documentário é parecido com General Magic, onde alguns entrevistados atribuíram o fracasso de um smartphone da Apple lançado 15 anos antes do iPhone à própria Maçã. Todavia, Love Notes to Newton apresenta um retrospecto diferente da história da companhia de Cupertino, do Vale do Silício e da inovação em geral.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

No filme de Leon, há mais de 40 entrevistas, incluindo uma do ex-CEO John Sculley, que esteve no comando da Apple durante o lançamento do Newton em 1993. O produto era um Personal Digital Assistant (PDA) que apresentava tecnologias de reconhecimento de manuscrito e rodava seu próprio sistema operacional, o Newton OS. Em visual, esse MessagePad é bastante diferente do que se tem hoje no mercado em termos de modelos da Maçã e custava US$ 700 quando foi anunciado na Macworld Expo, em Boston.

É dito que o gadget consumia muita bateria; somado ao valor um tanto quanto salgado, ele dividiu os entusiastas, enquanto outros adiaram a aquisição de um. Na primavera seguinte, o MessagePad 100 chegou, seguido pelo MessagePad 120 em 1995, e o 130 veio apenas em 1996. A marca Newton foi ampliando aos poucos e, eventualmente, a companhia lançou o eMate 300, que possuía um teclado, mas usava o Newton OS, e era vendido por US$ 800.

O Newton não foi o novo hit do verão que a Apple esperava, mesmo com uma loja dedicada e estrategicamente alocada em Nova Iorque. Dado isso, quando Steve Jobs retornou à empresa, um de seus primeiros atos foi eliminar essa linha de produtos em 1998. Sabe-se que alguns integrantes da base de fãs da companhia ainda possuem itens Newton, e vários deles podem ser encontrados à venda no eBay.

Fonte: Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.