Qual a diferença entre DNA e RNA?

Qual a diferença entre DNA e RNA?

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 05 de Abril de 2022 às 17h21
frender/envato

Você sabe qual a diferença entre DNA e RNA? Embora esses dois ácidos nucleicos encontrados em praticamente todas as células humanas tenham muito em comum, não podemos confundi-los, uma vez que suas estruturas e suas funções são notavelmente distintas.

O que é DNA

DNA é responsável pelas características específicas que cada ser vivo carrega (Imagem: iLexx/Envato)

O ácido desoxirribonucleico, mais conhecido como DNA, tem uma relação direta com o armazenamento e a transmissão das informações genéticas de um ser vivo. Isso quer dizer que todas as informações necessárias para o funcionamento desse organismo e para que ele tenha as características que o definem se devem a esse ácido.

O DNA é formado por moléculas orgânicas chamadas de nucleotídeos, que nesse caso podem ser divididas em três partes diferentes: base nitrogenada (adenina, timina, guanina ou citosina), desoxirribose (açúcar que apresenta moléculas formadas por cinco átomos de carbono) e fosfato. Uma característica chamativa é sua fita dupla, em forma de espiral.

Quando os seres vivos (animais, plantas e até microorganismos) replicam seu DNA, conseguem transmitir suas características aos seus descendentes. Assim, a informação genética faz com que tenham suas formas específicas, sendo responsável pelas características das pessoas, como a cor do cabelo, por exemplo.

O que é RNA

Vacinas de RNA mensageiro ganham cada vez mais espaço na medicina (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)

O ácido ribonucleico (RNA) também é formado por uma cadeia de nucleotídeos, mas nesse caso, o açúcar é a ribose, e as bases nitrogenadas são a adenina, guanina, citosina e uracila. Além disso, é composto por apenas uma fita, que por sua vez se desenvolve no núcleo celular a partir de uma das fitas de uma molécula de DNA.

Com a ascensão das campanhas de imunização contra a covid-19, muito se falou sobre as vacinas de RNA mensageiro (mRNA), como é o caso das fórmulas da Pfizer e da Moderna, por exemplo. Cabe ao RNA mensageiro transcrever o código genético do DNA em uma forma que pode ser lida e usada para produzir proteínas.

Embora o RNA mensageiro seja o mais famoso, há outros dois tipos: o RNA transportador, que fica no citoplasma celular e transporta os aminoácidos destinados à formação das proteínas até os ribossomos e o próprio RNA ribossômico, responsável por interpretar a sequência de bases do RNA mensageiro e sintetizar, de fato, a proteína.

Qual a diferença?

DNA e RNA se diferenciam, então, por vários fatores: desde a função até as estruturas. Enquanto o DNA armazena informação genética, controla a atividade celular e possui cadeias longas com milhares de nucleótidos, o RNA sintetiza proteínas, transfere informação do DNA até a célula e possui uma cadeia curta com centenas de nucleotídeos.

A localização também é uma importante diferença entre os dois, uma vez que o DNA é encontrado no núcleo de uma célula (salvo o DNA mitocondrial, que se encontra na mitocôndria) e o RNA pode ser encontrado no citoplasma e até no ribossomo.

Fonte: Nature EducationNational Library of Medicine,  National Human Genome Research Institute

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.