SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Piolhos contam a história das migrações humanas ao longo dos milênios

Por| Editado por Luciana Zaramela | 09 de Novembro de 2023 às 18h52

Link copiado!

Gilles San Martin/Flickr/C BY-SA 2.0
Gilles San Martin/Flickr/C BY-SA 2.0

Os piolhos não são apenas um inconveniente para a espécie humana, que provoca coceira na cabeça. Na verdade, esse ectoparasita sugador de sangue tem evoluído, há milênios, acompanhando a humanidade aonde quer que ela vá. Análises recentes indicam que o estudo genético da espécie Pediculus humanus indica até como as populações humanas migraram ao longo do tempo.

Publicada na revista PLoS ONE, a pesquisa liderada por pesquisadores da Universidade da Flórida revela que, ao longo da história, os piolhos migraram duas vezes para as Américas. A primeira das migrações ocorreu quando os humanos deixaram a Eurásia, através do Estreito de Bering, há cerca de 50 mil anos. Já a segunda, mais recente, ocorreu quando os europeus tomaram as Américas, há cerca de 500 anos.

Continua após a publicidade

Piolhos e a história humana

"Dada a íntima relação entre este parasita e o hospedeiro humano, o estudo dos piolhos humanos tem o potencial de lançar luz sobre aspectos da evolução humana que são difíceis de interpretar utilizando outras evidências biológicas”, afirmam os autores. Inclusive, essas drásticas mudanças geográficas implicaram diretamente na evolução dos piolhos, defendem os pesquisadores.

Analisando 274 piolhos diferentes, coletados em 25 pontos diversos do globo, o estudo revela a existência de dois grandes grupos internacionais diferentes deste ectoparasita, que dificilmente se cruzam. Os únicos com ascendência de ambos são os encontrados nas Américas, já que vieram em duas levas distintas, compartilhando mutações únicas.

Fonte: PLoS ONE e Flickr