Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Misteriosa "baleia-golfinho" surge morta e ninguém sabe o que houve

Por| Editado por Luciana Zaramela | 27 de Maio de 2022 às 10h30

Link copiado!

Image-Source/Envato
Image-Source/Envato

No último dia 15, uma espécie incomum de baleia (que muito se parece com um golfinho) foi encontrada morta em uma praia da Reserva Natural Estadual Jug Handle, Califórnia (EUA), com marcas misteriosas pelo rosto e por todo o corpo. Ninguém tem a menor pista do que aconteceu.

A equipe do Noyo Center for Marine Science, que fica nas proximidades, recuperou o corpo com a ajuda de pesquisadores da California Academy of Sciences e coletou amostras da gordura, órgãos e crânio da baleia para encaminhar ao Banco Nacional de Tecidos de Mamíferos Marinhos, para que fosse conduzida uma análise.

Os cientistas concluíram que apesar da semelhança com golfinho, trata-se de uma baleia pertencente à família Ziphiidae, que engloba espécies como a baleia-bicuda-de-baird (Berardius bairdii) e a baleia-bicuda-de-cuvier (Ziphius cavirostris).

Continua após a publicidade

Mesmo que a ciência já tenha algumas informações sobre essas espécies, tudo ainda é muito misterioso e limitado. Por enquanto, o que se sabe é que essas baleias mergulhar mais fundo do que qualquer outro mamífero marinho, e podem ficar submersas por mais de três horas. Essa capacidade de mergulho é justamente uma das principais razões pelas quais os cientistas sabem tão pouco sobre essas espécies, já que são vistas com pouca frequência.

De acordo com publicação nas redes sociais, os cientistas teorizam que o espécime é provavelmente uma baleia-bicuda-de-hubbs (Mesoplodon carlhubbsi) ou uma baleia-bicuda-de-stejneger (Mesoplodon stejnegeri), uma baleia-bicuda-de-ginkgo (Mesoplodon ginkgodens) ou, ainda, uma baleia-bicuda-pigmeia (Mesoplodon peruvianus).

Os pesquisadores registraram trauma perto da mandíbula, e teorizam que a possível causa dos ferimentos da baleia tenha sido uma colisão com algum navio, e que as marcas espalhadas pelo corpo tenham sido infligidas durante duelos anteriores, embora ainda não se saiba se a baleia morta é macho ou fêmea. Também é possível que alguns dos arranhões tenham sido causados ​​por colisões com embarcações anteriores que não foram letais. No entanto, não há nada confirmado por enquanto.

Continua após a publicidade

Fonte: Noyo Center via Live Science