Descoberta revela qual foi o primeiro animal híbrido criado por humanos

Descoberta revela qual foi o primeiro animal híbrido criado por humanos

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 21 de Janeiro de 2022 às 09h40
Glenn Schwartz/Johns Hopkins University

Cientistas acabam de revelar o exemplar mais antigo de animal híbrido criado por humanos: um burro-asno. Restos mortais de vários animais parecidos com cavalos mostram que a criatura viveu há 4.500 anos, na Idade do Bronze da Mesopotâmia.

De acordo com a análise feita pelos pesquisadores, usando um sequenciamento de DNA, os ossos pertenciam a animais que foram o resultado do cruzamento entre uma jumenta doméstica e um asno selvagem, o que é conhecido também como kunga.

Os ossos de 25 kungas foram encontrados ainda em 2006, enterrados na tumba Umm el-Marra, localizada no norte da Síria. A primeira impressão dos cientistas era de que se tratavam de cavalos, mas as proporções diferentes deixaram os arqueólogos intrigados. Além disso, os cavalos só chegaram na região cerca de 500 anos depois.

Os animais eram usados como meio de transporte e na agricultura (Imagem: Reprodução/E. Andrew Bennett)

O que eram?

Os arqueólogos descobriram que se tratavam de kungas ao sequenciar o DNA de um osso de um animal encontrado na Turquia, comparando com dentes e pelos dos últimos jumentos selvagens sírios do século 19. Então, eles descobriram que os esqueletos da Síria tinham como linhagem materna a jumenta doméstica, e como linhagem paterna o asno selvagem sírio.

Eva-Maria Geigl, co-autora do estudo, explica que a população do local desenvolveu uma estratégia para cruzar duas espécies diferentes, combinando as características mais desejáveis de cada uma das espécies.

Geigl diz ainda que não foi uma tarefa fácil, e que animais híbridos são, em um geral, estéreis, o que pode ter justificado o seu sumiço. De acordo com textos antigos da Mesopotâmia, os animais maiores eram usados para puxar veículos, enquanto os menores serviam na agricultura.

Fonte: IFL Science, Science Advances

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.