Estudo afirma: estamos cada vez mais burros

Por Redação | 29.05.2013 às 07:10

Com o aumento da tecnologia e, consequentemente, da comodidade oferecida por ela, a humanidade tem se mostrado mais preguiçosa e menos inteligente. De acordo com uma pesquisa provocativa publicada na revista Intelligence, estamos ficando mais burros. Saiu no Huffington Post.

O estudo tem bases científicas e foi conduzido por pesquisadores da Universidade de Amsterdam. Dr. Jan te Nijenhuis, professor de psicologia organizacional e coautor do estudo, afirma que a humanidade está menos inteligente pois o quociente intelectual (QI) dos ocidentais caiu 14 pontos desde o final do século XIX, na Era Victoriana.

Os resultados foram conseguidos depois de realizar uma análise retrospectiva de vários artigos sobre inteligência. Foram analisados 14 estudos feitos entre 1884 e 2004. A metodologia das pesquisas era baseada no tempo de resposta a estímulos (quanto tempo uma pessoa levava para apertar um botão após disparo do estímulo). A reação é inversamente proporcional ao indicativo de inteligência de uma pessoa: quanto menos tempo ela demora a responder a um estímulo, mais inteligente ela pode ser.

O tempo de reação no final do século XIX era, em média, de 194 milésimos de segundo. Já em 2004, este tempo sofreu um aumento, resultando em 275 milésimos de segundo. O único diferencial entre as pesquisas foi a máquina utilizada, que era menos moderna do que a utilizada nos estudos mais recentes.