Até 2050, elevadores serão responsáveis por levar astronautas ao espaço

Por Redação | 26 de Fevereiro de 2014 às 08h40
photo_camera Space.com

Daqui a algum tempo os astronautas não mais precisarão entrar em ônibus espaciais para ir até o espaço. Pelo menos é o que informa o Space.com. Segundo a matéria publicada pelo site, a expectativa é que no futuro as viagens dos astronautas até a Estação Espacial sejam realizadas através de elevadores. Eles seriam compostos por um veículo elétrico com capacidade para 30 pessoas que subiria por um cabo.

A viagem demoraria pouco mais de uma semana e seria feita numa velocidade semelhante a de um trem. Os astronautas viajariam cerca de 36 mil quilômetros nesse elevador e o projeto pode vir a ficar pronto até 2050.

Segundo Peter Swan, engenheiro especialista na área, quando essa época chegar, daremos risada quando lembrarmos que no passado construíamos foguetes para alcançar o Espaço. Há dois anos, uma empresa japonesa chamada Obayashi Corporation já previa a construção de um elevador assim.

A tecnologia que promete tornar o projeto realidade é a dos nanotubos de carbono, que apresentam enorme resistência e são mais leves que o aço. Por esse motivo os nanotubos são considerados os favoritos dos cientistas e engenheiros que trabalham no projeto.

Outra tecnologia que tornaria o projeto realidade é a da energia solar. Os avanços na tecnologia de painéis solares deixaram os engenheiros que trabalham no elevador bastante otimistas. Por ser composto por um veículo elétrico, o elevador se beneficiaria bastante do uso da energia solar.

Ainda há uma série de questões a serem resolvidas antes do projeto de fato sair do papel e quem está envolvido não nega que trata-se de um objetivo desafiador. Apesar disso, o entusiasmo dos envolvidos não é abalado e todos estão trabalhando para resolver os problemas que inviabilizariam o projeto. "A principal questão é sobre quando conseguiremos resolver tudo", disse Peter Swan, um dos líderes do projeto. "Apesar disso, as tecnologias continuam evoluindo de tal forma que nos deixam entusiasmados sobre o que estamos trabalhando", concluiu.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.