CES 2018: CEO da Intel fala sobre falhas de seguranças e promete resolver tudo

Por Redação | 09 de Janeiro de 2018 às 09h56
Tudo sobre

Intel

Logo no início da conferência da Intel durante a CES 2018, o presidente executivo da empresa, Brian Krzanich, foi objetivo e direto em sua fala, abordando o elefante na sala que a companhia tem de encarar atualmente: Meltdown e Spectre, as duas falhas de segurança que afetaram computadores que possuem chips da Intel, ARM e AMD com até 20 anos de idade.

Em seu discurso, Krzanich deixou clara a importância da colaboração entre tantas empresas, que imediatamente responderam aos problemas e se juntaram para lidar com eles. Além disso, o CEO também prometeu que, dentro de uma semana, serão lançadas atualizações para mais de 90% dos processadores e produtos da Intel fabricados nos últimos cinco anos, e dos demais até o fim de janeiro.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

No que diz respeito ao impacto que estas correções irão causar, Krzanich comenta que tudo depende da carga de trabalho da máquina, e, embora alguns dispositivos venham a sofrer mais no seu desempenho do que outros, a Intel continuará a trabalhar com a indústria para minimizar os efeitos.

“Nosso principal objetivo é manter nossos clientes seguros”, afirmou o CEO. “Nós não recebemos nenhuma informação de que estas façanhas foram utilizadas para obter dados de clientes e estamos trabalhando incansavelmente nessas questões para garantir que permaneça assim”. Krzanich também recomendou que as pessoas reparem seus sistemas assim que as atualizações estiverem disponíveis.

Na última semana, especialistas da área averiguaram a questão e exploraram estas falhas. Enquanto o Meltdown faz uso de programas para acessar informações sigilosas do usuário por meio de um bug em uma das memórias da máquina; o Spectre realiza a quebra do isolamento entre dois aplicativos diferentes e faz com que um engane o outro, de modo a roubar informações do outro programa.

Com a constatação das duas vulnerabilidades, empresas começaram a lançar atualizações de emergência em seus navegadores e sistemas operacionais nesta semana.

Fonte: The Verge, CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.