Review Amazon Echo Dot 4 | A nova geração com Alexa traz diferenciais valiosos

Por Jucyber | Editado por Wallace Moté | 12 de Junho de 2021 às 13h00
Ivo/Canaltech

A Amazon desembarcou no Brasil há um ano e meio, trazendo para o mercado nacional diversas opções de produtos e serviços. No início de 2021, a grande novidade foi a quarta geração da linha Echo, que aplicou diversas modificações bem-vindas para o mercado nacional.

Entre os modelos, a Echo Dot 4 traz características que a identificam como um grande upgrade em relação ao antecessor, principalmente no aspecto visual, que já não traz referências ao dispositivo anterior.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Mas, será que o design é suficiente para caracterizar a Echo Dot 4 como uma boa opção de compra ou upgrade? Confira a resposta na análise completa!

Prós

  • Design renovado
  • Alexa ainda mais inteligente e com novos comandos
  • Qualidade de som aprimorada
  • Identificação mais rápida dos comandos de voz

Contras

  • Carregador de tomada grande e pesado
  • Mudanças mais ligadas à parte visual

Design e Construção

A Amazon Echo Dot 4 pesa 328 g, não sendo muito mais pesada do que a Echo Dot 3, não fazendo muita diferença nesse quesito para a experiência de uso em um possível transporte. Por se tratar de um produto feito para ficar em local fixo, não é necessário se preocupar com sobrepeso na base usada.

Em relação ao formato, a estrutura “pizza brotinho” foi substituída por uma construção esférica, sendo achatada na base. E neste local está o LED de identificação do uso e controle de volume, que ficava na parte de cima no anterior.

Com largura de 100 mm, não houve muita mudança nesta parte, mantendo o formato compacto, que é o ideal. Já em altura houve um aumento, duplicando as dimensões em relação ao antecessor.

No topo estão os botões para controle do volume, que pode ser aumentado e reduzido, bem como as duas opções para ativar e desativar o microfone, evitando que você chame a Alexa sem necessidade e também ajudando na privacidade.

É importante destacar que este modelo possui duas verões, uma sem e outra com relógio, sendo um adicional importante para quem a utiliza como despertador e quer dar aquela conferida no horário sem ficar dependente de smartwatch ou celular. Porém, acredito que seja desnecessário para quem não quer gastar um pouco mais por essa alternativa. 

Algo que ainda incomoda na Echo Dot 4 é o fato de não possuir um cabo muito versátil, sendo conectado ao dispositivo e plugado na tomada, deixando de lado uma portabilidade que tornaria o equipamento ainda mais interessante.

Para quem gosta de fazer uma organização de fios diferenciada, terá um pouco de trabalho justamente devido à fonte de 15 W, que é muito grande e pesada, exigindo um pouco mais de trabalho na hora de ajustar em um filtro de linha ou adaptador semelhante.

Além das bases vendidas pela própria Amazon, atualmente existem algumas opções de suportes personalizados, que são feitos em impressoras 3D e acabam ajudando a dar uma identidade diferenciada para o aparelho.

Configuração e Desempenho

Para conseguir fazer uso da Alexa, é necessário baixar o aplicativo, que está disponível para Android e iOS. Dentro dele, existem diversos recursos que podem ser utilizados para criação de rotinas, sejam as pré-configuradas, como a de “Bom dia”, ou outras mais avançadas.

O fato de ter como administrar todos os dispositivos diretamente do app torna a sincronização fácil de ser realizada. Outro ponto interessante, que se torna uma alternativa até mesmo com foco em acessibilidade, é a opção de ativar a Alexa pelo aplicativo ao clicar no ícone da assistente de voz.

Focando em deixar o tempo de resposta da Alexa ainda mais rápido em relação ao hardware anterior, a Amazon revelou durante o lançamento que inseriu na Echo Dot de 4ª geração o processador neural AZ1.

Com ele, a identificação dos comandos de voz é muito mais rápida do que anteriormente, permitindo a execução mais inteligente, amplificando a eficiência e consumindo menos memória e energia neste processo.

Ainda focando nesta eficácia, agora está muito mais simples conectar ao equipamento, já que o novo sistema de conexão faz o pareamento com base na rede que está logada no aplicativo, e isso transforma a experiência de uso muito menos cansativa neste processo de alternância entre Wi-Fi.

Todavia, é preciso ter uma atenção na hora de escolher o tipo de rede em que a Echo Dot 4 será conectada. Isso porque a versão atualizada é dual band, tendo compatibilidade com 2,4 GHz e 5 GHz, mas a Echo Dot 3 só possui a opção de 2,4 GHz.

Então, se for utilizar ambas interligadas para a reprodução de uma mídia específica, é necessário que a mais recente esteja no mesmo formato de rede, ou não vai ser possível criar essa comunicação entre elas.

Conectividade

Na traseira foram mantidas as conexões para a entrada de energia, além da saída auxiliar de 3,5 mm, que permite integração da Echo Dot 4 com um equipamento de áudio adicional, e até mesmo o pareamento com outras duas opções de Echo, um ponto positivo para quem gosta de ter um som mais alto e robusto.

Aamzon Echo Dot 4 plugada ao carregador (Imagem: Ivo/Canaltech)

Na minha opinião, já passou da hora da Amazon pensar em uma alternativa melhor para o cabo de energia, ou até mesmo analisar a possibilidade de inserir uma bateria de boa duração. Eu não me importaria de carregar a minha Echo uma vez por semana ou a cada 15 dias. 

Como possui conectividade via Bluetooth, essa opção se torna complementar ao uso do aplicativo, o que dispensa qualquer tipo de uso à parte, dando mais sentido para o objetivo final do aparelho.

Sistema de Som

O som da Echo Dot 4 é no formato mono, mas isso é justificável pela maneira como essa reprodução sonora é realizada, e até mesmo pelo formato do dispositivo, onde uma implementação mais avançada poderia afetar o custo-benefício.

Ela conta com apenas um driver na parte frontal que faz a distribuição do áudio, seja da Alexa se comunicando ou de qualquer conteúdo que esteja sendo reproduzido. Apesar de ser mais alto do que a Echo Dot 3, a construção em plástico na traseira acaba abafando um pouco da sonoridade que se tornaria ainda melhor.

Controles de volume da Amazon Echo Dot 4 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Para o microfone também houve uma modificação bem-vinda, sendo um grande ponto positivo, pois a identificação dos comandos está ainda melhor do que na geração anterior. Por exemplo, mesmo com o som no volume máximo, ao falar “Alexa”, esse áudio é reduzido para que o meu comando seja ouvido.

No que diz respeito à qualidade geral, eu sinto que houve um bom upgrade em volume, e os graves estão muito mais presentes e essa particularidade me agrada no uso diário, mas pode ser incômodo para quem prefere um equilíbrio maior.

Porém, essa é uma das poucas alterações que percebi dentro do meu tipo de uso, pois ainda falta clareza nos médios e os agudos são equilibrados, não se tornando algo estridente e insuportável.

Concorrentes Diretos

Atualmente, no Brasil, a Amazon tem como principal concorrente o Google, que traz o Nest Mini de 2ª geração como alternativa, sendo capaz de confrontar a Echo Dot 4 em preço e configurações.

O fato de vir com o Google Assistente, mesma interface inteligente presente nos celulares com o sistema operacional Android, pode ser um diferencial que faça grande parte do público ficar mais influenciado a adicionar o aparelho da “Gigante das Buscas” na lista de opções para criar um ambiente de casa inteligente.

Afinal, conseguir ativar tudo com o “Ok, Google!” ainda é um processo mais rápido para os usuários iniciantes neste mundo conectado, que não têm a disponibilidade de tempo para ajustar os equipamentos, já que a sincronização entre diversas caixas inteligentes é mais simples.

Porém, a experiência com a Alexa proporciona uma versatilidade ideal para aqueles que se sentem atraídos a realizar tarefas próprias da interface e criar as próprias, uma solução positiva para a personalização de skills, algo que cresceu entre 2020 e 2021.

Mas, indo na contramão das duas já citadas, o HomePod Mini é um pouco mais limitado em conexão com sistemas, pois traz compatibilidade com iPhones, mas pode ser a alternativa que melhor se encaixa no uso de quem já possui outros dispositivos do ecossistema da Apple.

A respeito do preço, o HomePod Mini é o único que ainda não está sendo comercializado no Brasil, sendo precificado em US$ 99, que é aproximadamente R$ 523. Entretanto, Echo Dot 4 e Nest Mini de 2ª geração já estão sendo vendidos no país por R$ 279 e R$ 331, respectivamente.

Como resultado dessa comparação entre concorrentes, ainda acredito que a Amazon Echo Dot 4 seja uma boa caixa inteligente de entrada, tendo o menor preço entre as três e compatibilidade com diversos dispositivos para a criação de ambientes integrados.

Ficha técnica

  • Saída de áudio de 1.6 polegadas
  • 4 microfones internos
  • Chipset: AZ1 Neural
  • Dimensões: 100 mm x 100 mm x 89 mm
  • Peso: 328 g
  • Conexão: entrada 3.5mm
  • Wi-Fi: 802.11 b/g/n/ac, 2.4/5GHz
  • Bateria: fonte de alimentação com 15 W
  • Cores disponíveis: azul, branco e preto
  • Assistente de voz: Amazon Alexa

Conclusão

A Amazon Echo Dot de 4ª geração recebeu uma renovação bem-vinda no design, conseguindo agrupar uma série de diferenças em relação às antecessoras neste quesito. Além disso, a inserção de um novo driver de áudio transforma o speaker compacto em um produto ainda mais potente.

Os quatro microfones também receberam um upgrade com o novo processador, que identifica e executa os comandos de maneira mais rápida, mostrando que houve uma evolução nesta sincronização de hardware e software.

Amazon Echo Dot 4 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Porém, o fato da empresa ainda não ter apostado em uma bateria como alternativa para a fonte de energia robusta se torna o grande ponto negativo deste dispositivo inteligente, que poderia estar ainda mais avançado se aplicasse uma bateria interna.

Mesmo assim, para quem é usuário mais avançado e deseja ter os diferenciais que foram implementados pela Amazon, vale a pena fazer o upgrade. Mas, se o seu uso é mais básico, para comando simples e sem desenvolver nada próprio, a Echo Dot de 3ª geração já vai te atender bem.

Gostou da Amazon Echo Dot 4? Então, confira as ofertas que separamos para você nos links abaixo:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.