Que tal um cortador de grama autônomo, inteligente e com conexão 3G?

Que tal um cortador de grama autônomo, inteligente e com conexão 3G?

Por Ramon de Souza | 31 de Agosto de 2020 às 23h00
Husqvarna

O mercado de dispositivos da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) não possui regras: qualquer coisa pode receber conectividade e recursos “smart”. E, após vermos pranchas de cabelo com Bluetooth e velas que podem ser acendidas via smartphone, chegou a vez de termos um robô cortador de grama que trabalha de forma autônoma. Estamos falando do Automower 550, que acaba de ser lançado no Brasil pela fabricante sueca Husqvarna (sim, a mesma das motos).

Sendo integrante de uma linha que já existe desde 2018, o novo gadget lembra muito os robôs faxineiros Roomba, da iRobot. A grosso modo, basta ligá-lo e ele fará o trabalho sozinho, vasculhando seu jardim e aparando a grama em minúsculos pedacinhos que vão se decompor no solo (tornando desnecessária a remoção dos resíduos ao término do processo). Ele conta com conexão Bluetooth e entrada para cartões SIM 2G e 3G.

Além de ser capaz de desviar de obstáculos e retornar à base de carregamento caso fique sem bateria, o Automower 550 pode ser operado remotamente através do aplicativo Husqvarna Fleet Services, que lhe permite inclusive criar uma “frota” inteira de cortadores para trabalhar, por exemplo, em um estádio de futebol. Exagero? Que nada: cada robozinho desses consegue tratar uma área de até 5 mil metros quadrados.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Infelizmente, por mais que a Husqvarna afirme que o modelo tenha sido lançado no dia 14 de agosto, não foi possível encontrá-lo à venda na internet para descobrir o preço praticado no varejo. Porém, vale citar que encontramos o Automower 430X, versão ligeiramente inferior e apropriada para uso doméstico, por incríveis R$ 11,8 mil no mercado alternativo. Será que vale o investimento para abandonar as antiquadas roçadeiras?

Fonte: Mobile Time

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.