Vítima do acidente com um Model X da Tesla recebeu avisos para retomar direção

Por Ares Saturno | 11 de Junho de 2018 às 17h40
Tudo sobre

Tesla

Em 23 de março de 2018, Wei Huang, de 28 anos, estava em seu Tesla Model X em uma autoestrada de Mountain View, no norte da Califórnia, quando se envolveu em um acidente fatal com mais dois outros veículos. O Model X estava em modo de piloto automático e sucitou polêmicas sobre a segurança de carros autônomos, bem como a bateria utilizada nos carros da marca, uma vez que o impacto causou uma explosão, tornando o local do acidente uma enorme bola de fogo.

Nesta segunda-feira (11), o relatório do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos EUA (NTSB, na sigla em inglês) afirmou que o Model X estava com o piloto automático ligado quando o acidente ocorreu e que Huang não estava com as mãos no volante nos seis segundos anteriores à colisão.

O relatório traz ainda que Huang recebeu avisos sonoros e visuais para que voltasse ao controle do veículo durante os 15 minutos que precederam o acidente. O Model X estava a 99 km/h momentos antes do acidente, mas o carro acelerou a 114 km/h três segundos antes da batida.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Tesla se pronunciou sobre o acidente em março, quando falou que a vítima não havia acionado os freios ou tomado qualquer ação para evitar o acidente. A empresa também deixou claro que, mesmo no modo de piloto automático, é necessário que os condutores permaneçam com as mãos no volante e em estado de atenção em relação ao tráfego.

Fonte: The Star/WSJAuto Esporte  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.