Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Nissan vai parar de desenvolver motores a combustão

Por| Editado por Jones Oliveira | 09 de Fevereiro de 2022 às 09h10

Link copiado!

Divulgação/ Nissan
Divulgação/ Nissan

A Nissan, uma das maiores montadoras de carros do mundo, vai seguir a tendência mundial e aposentar, em um futuro próximo, o desenvolvimento de novos motores a combustão para os automóveis da marca. Ou quase isso.

Segundo o Nikkei Asia, a decisão de colocar um ponto final na criação de novos propulsores a gasolina afetará praticamente todos os principais mercados em que a marca atua. Menos um: o dos Estados Unidos.

Por lá, a ideia da montadora japonesa é desenvolver motores especialmente para picapes, segmento que lidera o mercado e no qual os veículos da marca possuem grande aceitação.

Continua após a publicidade

O país, aliás, é um dos que estabeleceram recentemente uma média irrisória de eletrificação de sua frota. Segundo o Ars Technica, não há leis específicas de incentivo,e a projeção é que apenas 50% da frota total esteja eletrificada até 2030.

Nissan na Ásia e na Europa: sem combustão

A reportagem do Nikkei Asia apontou que, pelo menos por um tempo, a Nissan continuará a desenvolver motores híbridos para os mercados da China e do Japão, com projetos mais eficazes e voltados para a sustentabilidade.

Continua após a publicidade

Na Europa, região em que os novos padrões de emissões estão prestes a serem adotados (2025), a produção e desenvolvimento de motores para atender tal regulamentação se tornarão insustentáveis. Por conta disso, o caminho será a eletrificação.

A marca já gastou aproximadamente 500 bilhões de ienes (cerca de R$ 22 bilhões) por ano em pesquisas para desenvolver motores a combustão. Agora, os recursos serão destinados para melhorias e novas tecnologias de veículos elétricos. O pessoal que trabalha na área também será realocado para desenvolver motores híbridos e demais tecnologias.

Fonte: Nikkei Asia, Ars Technica