Hands-On | BMW i3 2020 mostra que carros elétricos podem ser divertidos

Por Felipe Ribeiro | 13 de Agosto de 2019 às 11h12
Divulgação/BMW

Ter um BMW é para poucos, e isso não é nenhum eufemismo. A icônica marca alemã é responsável por ter criado alguns dos melhores carros esportivos da história e é sonho de consumo de muitos fissurados por automóveis no Brasil e no mundo. Vanguardista como é, a empresa também é uma das primeiras a investir nos carros elétricos, lançando há alguns anos o BMW i3, que se posicionou como um produto diferenciado dentro deste segmento dos mais nichados e promissores na indústria automobilística.

Com a versão 2020, a BMW diz ter ajustado pontos cruciais para transformar o i3 em um produto ainda mais atrativo, eficiente e ecológico. Sua concepção é pensada desde os primeiros parafusos até o acabamento para ser ecologicamente correta, mas sem abandonar a essência de um BMW legítimo.

No último sábado (10), o Canaltech foi convidado pela montadora para participar do M Festival, um evento especial feito pela marca para apresentar suas novidades para o ano de 2020. Nele, pudemos passar alguns momentos com o BMW i3 e contaremos tudo para vocês agora.

BMW i3 2020 (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)

Ecologicamente tecnológico

Durante uma breve apresentação do BMW i3 feita por Henrique Canto, responsável pelos veículos elétricos e híbridos da BMW no Brasil, pudemos ter a ideia do que é a concepção de um carro elétrico pensado do zero para ser assim e com todos os cuidados necessários para ser, também, ecolologicamente eficiente.

A começar pela estutura do veículo. O BMW i3, em um primeiro momento, parece um veículo feito com materiais comuns, mas, ao saber, logo de cara, de que se tratava de um carro de plástico, tivemos a real noção de que se tratava de um projeto diferenciado. O chassi de plástico está colocado em uma plataforma de fibra de carbono, o que o torna tão resistente quanto o aço, mas muito mais leve.

Quando vamos para a parte interna, mais surpresas. O acabamento das portas e da região do para-brisas é feito com fibra de coco, o que garante melhor isolamento acústico e leveza. O revestimento dos bancos conta com tratamento natural, incluindo a tintura, que é feita com base em extrato de oliveiras. A madeira aplicada ao painel de instrumentos é originária de eucaliptos cultivados e certificados na Europa. Indo além, 25% dos plásticos usados no interior do i3 é reciclado e contribui para a redução das emissões de CO2 e para a conservação dos recursos naturais.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

"O i3 é ecológico desde sua concepção. Todos os materiais utilizados são pensados para trazer eficiência e não agredir o meio ambiente. E isso não fica restrito apenas ao veículo em si. Para moldar o chassi, por exemplo, utilizamos jatos d'água para cortar esse plástico", afirmou Canto.

A autonomia, segundo a BMW, é de 335 quilômetros em circuito misto. Caso precise ser carregado em uma BMW Wallbox, o tempo de espera é de apenas quatro horas.

Desempenho de dar inveja a muitos esportivos

Evidente que quando falamos de qualquer automóvel, o mais importante é como ele se comporta. Algo que as pessoas precisarão se acostumar no segmento dos elétricos é que eles são carros que focam na eficiência e economia energética. Mas, enganam-se aqueles que pensam que isso os tornam carros insossos. O BMW i3 anda muito.

Em nosso pequeno teste feito em uma pista anexa no Autódromo de Interlagos, pudemos sentir não apenas o rodar suave e preciso do veículo, mas também sua potência. O motor elétrico do i3 é capaz de gerar 170cv e 25kgf/m de torque imediato. Ou seja, diferente de um carro à combustão, esse modelo elétrico leva a potência para as rodas assim que pisamos no acelerador.

Algo interessante que sentimos, também, foi que, ao tirar o pé do acelerador, o automóvel usa a energia cinética das rodas para recarregar as baterias de íons de lítio de 42,2 kWh e para a frenagem do carro. Nos vídeos abaixo, como vocês poderão ver, nós não pisamos muito fundo nos freios para fazer com que o carro parasse. Usando menos o freio, ele se desgasta menos, esquenta menos, e faz com que o automóvel seja preservado.

Uma ressalva, no entanto, é que na arrancada que demos de 0 a 100 km/h, que foi alcançada em incríveis 7,2 segundos, é que por mais que o carro tenha um bom "chão", ou seja, boa estabilidade, as rodas aro 19 são um pouco mais finas e, por mais que haja mais contato com o solo, sentimos que o carro deu uma balançada mesmo em linha reta, algo que não sentimos com o BMW 530e, por exemplo, que é um sedã grande híbrido, com rodas menores, porém mais grossas.

No circuito comum, porém, o BMW i3 se comporta de maneira absolutamente deliciosa. E isso não é nenhum exagero.

Conectividade e segurança

Tudo bem que passamos pouco tempo com o BMW i3 2020 e, assim que tivermos a chance de fazer uma análise, contaremos tudo com mais detalhes, mas é perceptível que o carro é completamente conectado e oferece o máximo de conforto e segurança aos passageiros.

Os itens de conectividade e conforto ficam por conta dos faróis full-LED, do teto solar elétrico em cristal, do sistema Parking Assistant Plus, que auxilia o motorista a estacionar de forma precisa, com o auxílio de câmeras de ré e sensores de obstáculos dianteiro e traseiro, além dos recursos Comfort Access e Driving Assistant Plus, que proporcionam comandos de voz e total auxílio para navegação GPS e socorro.

Completam o pacote o sistema trava e destrava das portas com a simples aproximação da chave, alertas visuais e sonoros, situações de tráfego cruzado, riscos de colisão traseira, mudanças involuntárias de faixa de rolamento e controle e prevenção de aproximação frontal.

Durante os testes, inclusive, experimentamos o Parking Assistant Plus e ele funciona de maneira precisa, fazendo uma baliza de dar inveja a muitos instrutores de Auto-Escola.

Primeiras impressões

O BMW i3 é um carro completo. Com desempenho bem interessante e pacote tecnológico digno de carros de luxo, este veículo elétrico simboliza o que há de melhor na indústia automobilística, mas sem abanonar os conceitos esportivos da montadora e, o melhor de tudo, altamente ecológico.

O BMW i30 pode ser adquirido a partir de R$ 237 mil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.