Chevrolet anuncia Tracker 2021 com novas motorizações e Wi-Fi de série

Por Felipe Ribeiro | 18 de Março de 2020 às 12h34
Chevrolet

A Chevrolet já iniciou as vendas da nova geração da Tracker, seu SUV compacto. Pelos preços e informações que já estão no site oficial da empresa, o foco será mesmo competir diretamente com o Volkswagen T-Cross e com o líder do segmento, o Jeep Renegade, que ganhará novos motores no fim do ano, incluindo uma versão híbrida.

A nova geração da Chevrolet Tracker será produzida aqui no Brasil e isso vai garantir algumas mudanças e melhorias que, certamente, deixarão o produto mais competitivo. Além do preço e mais opções, o SUV ficou maior, mais completo, seguro e tecnológico.

Novos motores e posicionamento

A Chevrolet é líder de mercado há alguns anos muito em função do Onix, seu produto mais bem-sucedido por aqui. A montadora, porém, parecia não dar muita bola para o segmento mais aquecido do setor automotivo: o dos SUVs compactos. Muito embora a Tracker já fosse uma opção das mais atraentes, suas poucas variações de motores e versões acabaram prejudicando seu desempenho nas vendas. Isso, porém, deve mudar com a Tracker 2021.

Imagem: Chevrolet

Agora, ao invés de utilizar o powertrain do Cruze, com motor 1.4 turbo de 150cv, o SUV virá com duas versões: o mesmo 1.0 Turbo de 116cv que equipa o Onix e um novo propulsor 1.2 Turbo que despeja 132 cv a 5.500 rpm e 19,4 kgf/m a 2.000 rpm, com gasolina. Quando abastecido com etanol, os valores passam para 133 cv e 21,4 kgf/m. Além disso, a versão de entrada é equipada com um câmbio manual de seis marchas e as demais (incluindo a PCD) com o automático, também de seis velocidades.

Nessas novas configurações, o consumo fica da seguinte maneira:

Tracker 1.0 Turbo MT

  • Cidade - 9,0 km/l (Etanol) e 10,4 km/l (Gasolina)
  • Estrada - 13,0 km/l (E) e 14,8 km/l (G)

Tracker 1.0 Turbo AT6

  • 8,2 km/l (E) e 9,6 km/l (G)
  • 11,9 km/l (E) e 13,7 km/l (G)

Tracker 1.2 Turbo AT6

  • 7,7 km/l (E) e 9,4 km/l (G)
  • 11,2 km/l (E) e 13,5 km/l (G)
Imagem: Chevrolet

Com isso, o produto se torna mais competitivo e garante ao consumidor mais uma opção em meio às inúmeras já disponíveis no mercado.

Conectividade e Segurança

Depois de equipar o Cruze e o Onix com a nova central multimídia MyLink, a Chevrolet fez o mesmo com a Tracker 2021. E, tal qual nos outros produtos, o SUV terá Wi-Fi de série por meio de uma parceria com a Claro, mas mediante o pagamento de diferentes planos. Ao comprar o SUV, o usuário ganha três meses de franquia gratuita ou 3GB.

Imagem: Chevrolet

É bom lembrar que a central multimídia da Tracker 2021 faz o espelhamento com Android Auto e Apple Car Play.

Planos de Wi-Fi disponíveis:

  • Navegação + música - 2 GB - R$ 29,90
  • Carona - 5 GB - R$ 39,90
  • Corporativo - 10 GB - R$ 59,90
  • Família - 20 GB - R$ 84,90

No campo da segurança, a Tracker 2021 vem de série com seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controle de estabilidade e tração. A gama de opcionais (que pode aparecer em algumas versões) contém frenagem automática em baixas velocidades, park assist, câmera de ré, start-stop, chave presencial, alerta de ponto cego e retrovisor interno fotocrômico.

Preços, versões e itens

Chevrolet Tracker 1.0 Turbo AT (PCD) (R$ 70 mil): todos os equipamentos da versão Turbo LT 1.0 Turbo (abaixo), mas com 12 meses de garantia e pacote promocional por tempo limitado com as rodas de 16", rack de teto, maçanetas na cor do carro e cobertura do porta-malas.

Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT (R$ 82 mil): 6 airbags, alarme, assistente de partida em rampas, controles de tração e estabilidade, faróis e lanterna de neblina, indicador de vida útil do óleo, luz de condução diurna, regulagem de altura dos faróis, fixação de cadeiras infantis Isofix e Top Tether, ABS, maçanetas e rack do teto em preto, maçanetas internas em prata, rodas de 16" em alumínio, ar-condicionado, coluna de direção com regulagem de altura e profundidade, computador de bordo com informações de viagem, veículo e consumo, direção elétrica, espelhos retrovisores externos elétricos em preto, câmbio manual de 6 marchas, travas elétricas, vidros elétricos com acionamento tipo um toque e antiesmagamento, cobertura do porta-malas, banco traseiro bipartido, sistema multimídia MyLink com tela de 8" com espelhamento de smartphones por Apple CarPlay e Android Auto, USB para o banco traseiro, painel de instrumentos com tela de 3,5", volante com comandos de som, OnStar e conexão 4G a bordo;

Chevrolet Tracker LT 1.0 Turbo AT (R$ 89.900): todos os equipamentos da Turbo MT mais o câmbio automático de 6 marchas com opção de trocas manuais, grade frontal com detalhes cromados, espelhos e maçanetas externos na cor do carro, rack do teto em prata, câmera de ré, piloto automático, abertura de portas com chave presencial, partida por botão e start-stop;

Imagem: Chevrolet

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT (R$ 90.500): todos os equipamentos anteriores, só que com o motor 1.2 turbo, câmbio automático de 6 marchas, start-stop e piloto automático;

Chevrolet Tracker LTZ 1.2 Turbo AT (R$ 99.900): todos os equipamentos da 1.2 Turbo AT mais grade frontal cromada, maçanetas e retrovisores na cor do carro, rack do teto em prata, câmera de ré, abertura de portas com chave presencial, partida por botão, alerta de ponto-cego, rodas de 17", sensor de luz, sensor de chuva, volante esportivo em couro com comandos de som e bancos em tecido e couro;

Chevrolet Tracker Premier 1.2 Turbo AT (R$ 112.000): todos os equipamentos da LTZ mais painel de instrumentos com tela de 3,5" colorida, alerta de colisão frontal, faróis em LED, lanternas em LED, friso cromado nas janelas, maçanetas internas cromadas, ar-condicionado automático, carregador de smartphones por indução, sistema de estacionamento automático, espelho retrovisor interno fotocrômico, teto-solar elétrico, frenagem automática em baixa velocidade e bancos em couro;

Fonte: Chevrolet

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.