BMW M5 vai ganhar versão 100% elétrica em 2024, diz rumor

Por Felipe Ribeiro | 03 de Junho de 2020 às 08h20
BMW/ Divulgação
Tudo sobre

BMW

Saiba tudo sobre BMW

Ver mais

A eletrificação dos carros é um caminho sem volta, seja pela legislação em alguns países, seja pela proposta das montadoras em trazer produtos mais eficientes e tecnológicos. Uma das empresas que encabeçam essa transformação é a BMW, que, ao que tudo indica, deve fazer mudanças radicais em linhas icônicas de seus veículos. Segundo rumores, a próxima geração do BMW M5, que deve chegar em 2024, será totalmente elétrica.

A BMW divide sua série de automóveis sempre em versões "normais", as esteticamente esportivas e a Série M, carros efetivamente esportivos e com desempenho superior. Se esse rumor se confirmar, é possível dizer que a gigante alemã vai mesmo eletrificar até mesmo seus carros considerados topo de linha e abolir os modelos à combustão.

Em termos de desempenho, pouco se sabe sobre esse automóvel. Mas, ao que tudo indica, os motores utilizados seriam dois módulos de 250kW acionando as rodas traseiras e duas unidades de 250kW impulsionando as frontais, totalizando monstruosos 750kW ou 1006cv. O 0 a 100 km/h seria feito em 2,9 segundos e a autonomia da bateria ficaria em torno dos 700 quilômetros.

A BMW M5 é a versão esportiva do sedã grande, o Série 5/ Imagem: BMW/ Divulgação

Documentos internos também revelam que a BMW prepara o lançamento de uma M5 híbrida plug-in que utilizaria o mesmo powertrain do SUV X8M, com um motor a gasolina V8 e motores elétricos totalizando cerca de 750cv. O pessoal da Car Magazine, do Reino Unido, ainda aborda a possibilidade de haver uma versão da M5 à combustão, que seria lançada em 2023 e que, claro, seria a base para os modelos eletrificados. Mas não há confirmação sobre isso.

O M5 de emissão zero é um membro da família CLAR WE. A energia será fornecida pelas baterias tipo bolsa da Gen V. Embora a BMW saiba que teria sido mais prudente mudar para células redondas maiores do estilo Tesla por razões de segurança, estabilidade e desempenho, agora é tarde demais para uma mudança tão radical. A célula de energia convencional mais potente em questão é avaliada em 135kWh; pode ser conectado a um carregador de 400V, com capacidade de até 350kW. Em um segundo passo, a BMW atualizará para o padrão de 800V, visto primeiro no Porsche Taycan.

Fonte: Car Magazine, Motor1 (Internacional), Electrek

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.