Audi A3 chega ao Brasil "capado" devido à crise de semicondutores

Audi A3 chega ao Brasil "capado" devido à crise de semicondutores

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 26 de Novembro de 2021 às 08h00
Divulgação/Audi

A crise global de semicondutores que tanto prejuízo tem dado às montadoras de veículos, realmente não poupa ninguém. Depois de a BMW ter sido obrigada a entregar vários modelos aos consumidores brasileiros “desfalcados” de configurações que costumavam ser de série, agora chegou a vez da Audi. E os amantes do tradicional A3 é que irão sofrer.

A linha foi apresentada pela Audi do Brasil sem os assistentes de condução na lista de acessórios. Segundo a marca, toda a linha sempre ofereceu tanto esse item quanto o pacote completo de segurança (ainda presente no A3), mas a crise global dos semicondutores fez com que os carros chegassem ao país sem esses equipamentos.

Imagem: Divulgação/Audi

Em contato com o pessoal do Motor1, a empresa afirmou que os assistentes de condução serão disponibilizados novamente no futuro, mas não especificou em quanto tempo o problema será corrigido, já que isso depende da normalização do fornecimento de peças na matriz, que fica na Alemanha.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Além dos assistentes de condução, é possível que algumas unidades que já desembarcaram no Brasil também apresentem outros itens em falta. A lista do A3 1.4 mostra que o carro, seja ele na versão Sportback ou Sedã, oferece o Audi Phone Box, carregador por indução de smartphones, ou o sistema de som Audi Sound System com 10 alto-falantes, mas nunca os dois combinados.

A3 evolui, mesmo desfalcado

Apesar de começar a ser entregue com menos equipamentos de série do que de costume, o novo Audi A3 chegará ao Brasil evoluído em relação à geração anterior. As versões, importadas de Ingolstadt, na Alemanha, foram construídas em cima da plataforma MQB Evo, mais atualizada que a MQB, utilizada por todos os carros de motor transversal da Volkswagen.

Por falar em motor, as opções 1.4 turbo e 2.0 turbo mantiveram as configurações. O primeiro oferece 150 cv e 25,5 kgfm de torque, e o segundo promete entregar 190 cv e 35,5 kgfm de torque. No caso do 1.4, o câmbio é o Tiptronic de 8 marchas, enquanto o 2.0 vem com o S-Tronic de dupla embreagem e 7 marchas.

Imagem: Divulgação/Audi

Em termos de design, dá para notar que o estilo ficou mais agressivo, com faróis full-LED Matrix, vincos mais acentuados e estilo similar ao da linha RS. Por dentro, a empresa alemã compensou a crise dos chips mantendo o acabamento de primeira linha, suave ao toque e com estilo próprio.

Imagem: Divulgação/Audi

Quem quiser comprar o Audi A3, os preços são os seguintes: R$ 229.990 para a versão 1.4 S Line Limited e R$ 264.990 para a linha 2.0 Performance Black. Os valores independem da variante escolhida pelo cliente e valem tanto para o hatch quanto para o A3 sedã.

Fonte: Motor1, Autopapo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.