Acidente da Uber aconteceu porque o software escolheu não desviar, diz relatório

Por Natalie Rosa | 07 de Maio de 2018 às 18h09
photo_camera Reprodução
TUDO SOBRE

Uber

A Uber teria descoberto o motivo do acidente que aconteceu em março deste ano, que atropelou e matou Elaine Herzberg, de 49 anos, segundo o site The Information.

De acordo com investigação da empresa, o conjunto de sensores do veículo chegou a identificar a vítima, mas a forma em que o software estava sintonizado determinou que "não foi necessário tomar decisões evasivas" e que houve a possibilidade de a detecção ter sido um falso positivo.

O relatório ainda conta que o motivo desta "decisão" do software é porque existe uma série de situações em que os computadores dos carros autônomos podem identificar objetos ou humanos à sua frente, e que como a pessoa estava atravessando a rua fora da faixa de pedestres, o sistema acreditou que uma solução imediata não seria necessária.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As imagens do acidente mostram que o operador do carro, também chamado de "motorista de segurança", estava distraído e não prestou atenção ao que estava acontecendo, enquanto ele deveria ter assumido o controle do veículo em tempo de evitar a tragédia.

A companhia interrompeu temporariamente os testes com carros autônomos desde o dia do acidente, e segue trabalhando com o NTSB (National Transportation Safety Board) na investigação. 

"Estamos cooperando ativamente com o NTSB em sua investigação. Por respeito a esse processo e à confiança que criamos, não podemos comentar sobre os detalhes do incidente. Enquanto isso, demos início a uma revisão de segurança de cima para baixo do nosso programa de veículos autônomos e trouxemos o ex-presidente do NTSB, Christopher Hart, para nos orientar sobre nossa cultura geral de segurança. A nossa revisão está analisando tudo, desde a segurança do sistema até nosso processo de treinamento para os operadores de veículos, e esperamos ter mais a dizer em breve", diz comunicado da Uber à imprensa norte-americana.

Após o acidente, diversos rumores sobre a causa do acidente começaram a ser apontados, como a redução da quantidade de motoristas de segurança dentro do veículo de dois para um, além de diminuir o número de sensores LIDAR, cruciais para o desempenho seguro de carros autônomos.

Fonte: The Information

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.