Falta de profissionais qualificados em TI é o grande desafio da economia global

Por Redação | 27 de Novembro de 2015 às 12h06

Profissionais com capacitação suficiente para atividades ligadas a software e serviços de TI estão cada vez mais escassos, segundo aponta diversas publicações do Observatório Softex. A falta crescente de profissionais especializados, principal insumo da área de TI, está provocando diversos impactos no crescimento do setor e na economia do país, e a previsão é que haja um déficit de cerca de 400 mil profissionais de TI até 2022. Tal escassez é capaz de gerar um prejuízo de receita em torno de R$ 139 bilhões.

Medidas adaptativas, como reorientação nos negócios e adoção de novos modelos de desenvolvimento, podem minimizar os prejuízos. No entanto, a capacidade de adaptação do setor empresarial tem um limite, o que torna fundamental a procura por soluções que realmente resolvam o problema do recurso humano qualificado. Uma das maneiras de prover isso é a plataforma Brasil Mais TI, coordenada tecnicamente pela Softex e promovida pelos Ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação. O objetivo do projeto é reverter o quadro de escassez por meio da apresentação da carreira tecnológica como uma opção aos jovens estudantes.

Mas este problema não se limita apenas ao Brasil ou apenas ao setor de TI. Uma pesquisa realizada pela McKinsey em nove países (Alemanha, Reino Unido, Índia, México, Turquia, Marrocos, Arábia Saudita, Brasil e Estados Unidos) mostra que o cenário é de crise e indefinições. A pesquisa revela que o desafio da empregabilidade não está restrito apenas à área de TI e às fronteiras de determinado país, ele é global.

Segundo a McKinsey, existe em todo mundo uma quantidade elevada de jovens desempregados e paralelamente uma escassez de talentos. Estima-se que em 2020 faltarão 85 milhões de trabalhadores com o perfil e competência requeridos pelas empresas.

Via CIO

Fonte: http://cio.com.br/opiniao/2015/11/27/falta-de-recursos-humanos-qualificados-em-ti-desafia-a-economia-global/

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.