CEO da Salesforce diz que reuniões devem incluir pelo menos 30% de mulheres

Por Redação | 04.03.2015 às 16:00

O Vale do Silício enfrenta um grande problema de diversidade. A maioria dos profissionais que trabalha na indústria de tecnologia é do sexo masculino (cerca de 70%) e brancos (cerca de 60%), de acordo com dados das empresas que divulgam suas estatísticas de diversidade.

A falta de mulheres é ainda mais preocupante quando se trata de funções técnicas dentro das empresas. Entre os profissionais que realmente constroem os produtos e serviços das empresas do Vale do Silício, as mulheres representam apenas 20%. Tal número mostra o tamanho da desigualdade que existe entre os profissionais de programação e desenvolvimento no mercado de TI no maior centro de inovação tecnológica do mundo.

Como maior empregadora do setor de tecnologia na cidade de São Francisco, a Salesforce deverá tomar algumas medidas incomuns, segundo afirmou no fim da semana passada o CEO e fundador da companhia, Marc Benioff, em entrevista à jornalista Kara Swisher durante o Lesbians Who Tech Summit.

"É mais do que apenas uma pressão feminina", disse ele, chamando a falta de mulheres na tecnologia de uma "crise de definição de prioridades".

Benioff conta com um programa dentro da Salesforce chamado de "Women Surge", projetado para identificar mulheres com potencial para se tornarem executivas. O programa possibilita que elas sejam incluídas em todas as decisões importantes que acontecem na empresa.

"Vou dizer para os gestores que convidem todas as potenciais executivas do sexo feminino para participar das reuniões", disse Benioff, segundo o FierceCIO.

O CEO da companhia tem até uma meta em relação a quantidade de mulheres que devem participar das reuniões dentro da Salesforce. Segundo ele, as reuniões devem incluir 30% a 50% de mulheres.

Pelo que parece, Benioff terá um grande trabalho pela frente. De acordo com números de diversidade, a Salesforce é uma das empresas mais desiguais do Vale do Silício. Cerca de 70% dos profissionais da companhia são do sexo masculino. Em departamentos de tecnologia, 80% são homens, enquanto que em funções de liderança este número chega a 85%.

Salesforce

Fonte: http://www.businessinsider.com/salesforce-ceo-explains-women-surge-2015-3