Celular de 800 anos descoberto em sítio arqueológico intriga o mundo

Por Redação | 14.01.2016 às 10:04

Não é segredo para ninguém que o celular como conhecemos hoje é, na verdade, um produto criado a partir de um equipamento utilizado na série Star Trek ao longo da década de 60. No entanto, e se você descobrisse que, ao invés de termos nos inspirado no programa de TV para criar o aparelho, nós nos baseamos em algum tipo de tecnologia alienígena que, de alguma forma, tivemos acesso? Pode parecer papo de maluco, mas é o que uma descoberta recente dá a entender.

Uma escavação feita em Fuschl am See, na Áustria, encontrou algo que parece ser um celular antigo. Segundo especialistas, ele data de meados do século XIII, ou seja, trata-se de um gadget com nada menos do que 800 anos. Por mais absurdo que tudo isso pareça, não há como negar que a semelhança do objeto com um dispositivo móvel, mais especificamente um Nokia 3310 ou um 6160, chama a atenção. A única diferença ficaria por conta dos algarismos, que parecem ser exibidos em algum tipo de linguagem bem bizarra, quase que alienígena.

É claro que não demorou para que os apaixonados por teorias da conspiração e aqueles que acreditam na teoria dos deuses astronautas começassem a formular hipóteses de que o achado é uma prova irrefutável de que já fomos visitados por seres de outros planetas no passado e que eles nos ajudaram a conseguir novas tecnologias — embora, no século XIII, a população europeia estava mais preocupada em não morrer de gripe ou de peste do que em usar algum tipo de telefone. Há ainda quem veja nisso uma confirmação de que temos viajantes do tempo passeando pela História e que eles, por alguma razão, deixaram algumas pistas nesses sítios arqueológicos.

Celular histórico

Só que, ao que parece, ninguém parou para cogitar que a tal descoberta pode ser uma fraude ou uma simples pegadinha de algum engraçadinho que trabalhava na escavação. Afinal, esse é um celular como conhecemos em todos os seus detalhes e a impressão é que alguém decidiu derreter um velho Nokia para provar que ele pode ser destruído e, de quebra, decidiu brincar com aqueles que acreditam que não estamos sozinhos no universo. Assim, bastou entalhar alguns sinais bizarros para tocar na fé de muita gente.

Para ver como a vontade das pessoas de querer acreditar é grande, há quem diga que as inscrições numéricas que aparecem ali são, na verdade, algo vindo dos Sumérios, um povo da Mesopotâmia que muitos dizem que tiveram contato com alienígenas. A única coisa fora de lógica é que não faz o menor sentido um objeto com escrita cuneiforme que deveria pertencer à Ásia Menor entre os anos 3.500 a.C e 500 a.C surgir em meio a ruínas de algo medieval no coração da Europa em pleno século XIII.

Seja como for, até o momento o mistério segue sem solução. Mas, independentemente da resposta, não há como negar que tudo isso é muito estranho mesmo.

Via: Daily Mail