Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Conheça o F-39 Gripen, novo caça da Força Aérea Brasileira

Por| Editado por Jones Oliveira | 08 de Abril de 2022 às 07h30

Link copiado!

Divulgação/FAB
Divulgação/FAB

Se você visitou a exposição realizada no Centro Cultural da Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, entre os dias 16 de março e 6 de abril, viu de perto uma réplica do F-39 Gripen, novo caça da Força Aérea Brasileira (FAB). Se não visitou, agora vai conhecer mais sobre o avião.

Segundo a Força Aérea Brasileira, a chegada das primeiras unidades do F-39 Gripen, do total de 36 que foram compradas pelo país, dará início a uma "nova era" para a Defesa Aérea nacional.

"De fato, o Gripen é um diferencial. A aeronave é um game changer quando empregada em um cenário operacional com a junção de outras ferramentas, como os mísseis IRIS-T e Meteor, tornando, nesse contexto, a Força Aérea Brasileira ainda mais bem equipada", comemorou o presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), Brigadeiro do Ar Antonio Luiz Godoy Soares Mioni Rodrigues.

Continua após a publicidade

A FAB informou que o F-39 Gripen é uma aeronave de última geração, conta com um sistema completo de combate e foi projetada para missões ar-ar, ar-mar e ar-solo, sob quaisquer condições meteorológicas.

Por que a FAB escolheu o F-39 Gripen?

O novo jato de combate da Força Aérea Brasileira não foi escolhido por acaso. Segundo a FAB, o F-39 Gripen foi selecionado por quatro razões fundamentais: eficiência, baixo custo de operação, elevada disponibilidade e capacidade tecnológica avançada.

"Em várias Forças Aéreas no mundo o Gripen é o vetor responsável pela soberania e proteção dessas nações, nas 24 horas do dia, assim como faz missões de policiamento aéreo em algumas regiões críticas", explicou a FAB.

Os aviões chegaram ao Porto de Navegantes, em Santa Catarina, no último sábado, dia 2 de abril, e de lá foram transferidos para o aeroporto local, onde realizaram testes de motor.

Como foram os testes do F-39 Gripen?

Continua após a publicidade

A FAB divulgou um material revelando detalhes dos primeiros testes e do voo inaugural dos dois caças F-39 Gripen que já estão ativos no Brasil.

Segundo a Força Aérea Brasileira, os dois aviões decolaram do Aeroporto de Navegantes na quarta-feira (6) rumo ao Centro de Ensaios em Voo, localizado em Gavião Peixoto (SP).

Lá, pilotos de prova da FAB, da Embraer e da Saab executaram os primeiros testes para que a aeronave possa receber o certificado militar, que é uma espécie de licença de operação inicial do avião no Brasil.

Continua após a publicidade

Segundo a FAB, para a fase de decolagem a operação também contou com a atuação do Terceiro Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (3°/8º GAV) - Esquadrão Puma e do Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5°/8° GAV) - Esquadrão Pantera, por meio das aeronaves H-36 Caracal e H-60L Black Hawk, respectivamente, que foram escaladas para prestar apoio à operação.

Os caças F-39 Gripen foram pilotados pelo Tenente-Coronel Aviador Cristiano de Oliveira Peres e pelo Major Aviador Abdon de Rezende Vasconcelos, que desde 2020 participaram de treinamentos, inclusive na Suécia, para estarem aptos para o voo histórico.

O Tenente-Coronel Cristiano, que foi o comandante da missão, falou brevemente sobre o resultado do trabalho:

“Para mim é uma satisfação muito grande poder liderar a primeira formação de Gripens no Brasil. Eu diria que vai voar na minha ala não apenas o Major Abdon, mas todos aqueles que trabalham, desde 2014, para a concepção desse projeto".
Continua após a publicidade

Os testes prévios incluíram, ao longo de três dias, por uma série de procedimentos, como a instalação do assento ejetável e do kit de sobrevivência, além do abastecimento e do preparo para acionamento em solo.

A batelada de testes com os dois F-39 Gripen seguirá até que eles recebam o certificado e possam se encaminhar para a futura "casa", a base aérea de Anápolis (GO).

Fonte: FAB